Equipe se une e revitaliza espaços em Emeb do Parque Centenário

Promover descobertas, incentivar a criatividade, propor desafios e novas aprendizagens, tudo junto à natureza. Com esse objetivo, a equipe da Emeb Professora Patrícia Pires, no Parque Centenário, revitalizou espaços da escola. A iniciativa do grupo, que atuou mesmo com a pandemia, observando as medidas sanitárias, vai ao encontro do Escola Inovadora, programa da administração municipal baseado em três eixos principais: a melhoria na qualidade do ensino dos alunos, a modernização da ambiência e da infraestrutura escolares, e os investimentos na formação dos educadores.

Tudo começou no início do ano. Por meio de uma parceria com o Instituto Mangalô, colaboradores da empresa Magalu, a comunidade e a equipe escolar participaram de uma ação social. Com o prédio todo pintado, foi a vez de planejar novos ambientes. “Queríamos estimular a escola a entregar novos ambientes para a comunidade, espaços integrados com a natureza, de motivação, pensar no ‘desemparedamento’ da criança”, conta a diretora da unidade, Ana Lúcia Perboni Kalmar.

“Iniciamos um processo de formações com os professores porque não se tratava apenas de inserir brinquedos nos ambientes. O intuito era criar espaço de interação das crianças com a natureza, proporcionando aprendizagem significativa. A ideia era até envolver os alunos e os pais na iniciativa, mas devido a pandemia não foi possível. Adequamos e seguimos em frente, com o comprometimento da equipe. Estamos satisfeitas com os resultados e o retorno da comunidade”, acrescenta a coordenadora pedagógica Fabiana Ringo Pedroso.

Nesta primeira etapa, está pronto um espaço para brincar, além do “Jardim de Experiências”, onde é possível atuar com a terra, as flores, a água, estimular a parte sensorial, imaginar e se encantar. Logo, a equipe também inicia a construção do espaço de desafio, onde será possível até escalar.

“Mesmo durante a pandemia, as escolas estão trabalhando, respeitando os regramentos sanitários, e mudando conceitos. Estão se integrando aos objetivos do Escola Inovadora, que reforça o diálogo com a criança, valoriza os elementos da natureza e o reuso dos materiais na construção da aprendizagem, e ainda rompe com as paredes e leva a sala de aula para os mais diversos ambientes. Também com a implantação do Centro Internacional de Estudos, Memórias e Pesquisa da Infância (CIEMPI), que pensa a infância a partir dos seus ambientes, dos contextos investigativos, estamos oportunizando formações para equipes, que estão empenhadas, deixando tudo pronto para a volta dos meninos e meninas. Tudo alinhado com o que será o novo normal”, comenta a gestora de Educação, Vastí Ferrari Marques.

Atualmente, a Emeb Professora Patrícia Pires tem cerca de 200 alunos de Educação Infantil (4 e 5 anos) matriculados.