Novos delegados tomam posse na Polícia Civil

O delegado Seccional de Polícia Civil de Jundiaí, Luiz Carlos Branco Júnior, recebeu os novos delegados que tomam posse na região. O reforço será importante para o andamento de inquéritos e registros de ocorrências.

A doutora Aline Nery Bonchristani, assume a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Itatiba, atuando ao lado do titular da cidade José Mário de Lara. Ela disse ao “Jornal da Região” que vai atuar com dedicação aos casos que chegarem em suas mãos e impressionou com a qualidade da Polícia Civil na região de Jundiaí.

Para a cidade de Várzea Paulista haverá reforço na equipe de atendimento à população com o delegado Alexander de Paula Silva. O titular do município é Ruiter Martins da Silva, que tem sob o seu comando a Delegacia Central, o 1º Distrito e a Delegacia de Defesa da Mulher, todas no mesmo prédio.

O delegado Alexander é de Valinhos e disse que “É uma honra fazer parte da melhor polícia do Brasil e estou muito feliz em integrar a melhor Seccional do Estado. Minha meta é fazer um trabalho à altura, fortalecendo a confiança e segurança da população na Polícia Civil”.

Plantão Policial

Para o Plantão Policial, que funciona na Avenida Nove de Julho ao lado da Seccional, estão os delegados Roberto Camargo Júnior; Rodrigo Carvalhaes e Rúbia Braz Scarpa Fleminig.

O delegado Rodrigo Carvalhaes é de Campinas e espera desenvolver um bom trabalho em Jundiaí.

“Sempre admirei o trabalho policial, seja a Polícia Militar, com seu trabalho ostensivo, seja a Polícia Civil, cujo principal objetivo é a apuração de infrações penais. Qualquer sociedade que busca a paz social, depende essencialmente de instituições policiais sólidas. A Polícia Civil, em especial, é uma instituição secular, composta por profissionais altamente vocacionados ao cargo, e que não mede esforços para apurar crimes e fazer nossa sociedade mais justa e desenvolvida. Enfim, admiro todas as instituições policiais, pois são elas que garantem, muitas vezes com a própria vida, os direitos fundamentais previstos na Constituição Federal de 1988, notadamente a liberdade e a propriedade”, disse.

O delegado Roberto Camargo Júnior, que é da cidade de Vinhedo, disse que será um grande desafio trabalhar na região de Jundiaí. “Eu sempre tive sonho de ser delegado. Sempre estudei para a carreira”.

Ele comentou que a “tecnologia ajuda muito no trabalho policial. Com ela desvenda-se muitos delitos. Além disso, a tecnologia otimiza sobremaneira o serviço policial, o que consequentemente beneficia a sociedade como um todo”.

O delegado Rodrigo Carvalhaes destaca que “A tecnologia é absolutamente indispensável ao trabalho policial. É por meio dela que se garante uma apuração célere e eficiente das investigações criminais. Ademais, a própria população de beneficia diretamente dos avanços tecnológicos”.

E é exatamente nesse sentido que a Secretaria de Segurança Pública está apostando para uma grande reestruturação prevista para este ano com integração de delegacias físicas. Em nota ao “Jornal da Região”, o Governo do Estado informa que vai investir em tecnologia.

“A Polícia Civil realiza estudos preliminares para aprimorar sua estrutura básica, otimizar o trabalho policial e o atendimento à população. A instituição ressalta que, além do atendimento presencial nas delegacias, ampliou em 2020 o rol de crimes que podem ser registrados virtualmente, incluindo casos de violência doméstica. O endereço para o registro de ocorrências pela internet é www.delegaciaeletronica.policiacivil.sp.gov.br”.