São Bernardo do Campo decreta “Toque de Recolher”

FÁBIO MUNHOZ E FÁBIO PESCARINI

(FOLHAPRESS) – A Prefeitura de São Bernardo do Campo (ABC) anunciou que irá decretar toque de recolher na cidade a partir do próximo sábado (27), entre 22h e 5h.

A gestão Orlando Morando (PSDB), que não detalhou como vai ser a fiscalização e quem poderá estar nas ruas, também disse, na tarde desta segunda-feira (22), que o início da volta às aulas foi suspenso de 1º de março para o dia 15 seguinte.

Em nota, a prefeitura afirma que as decisões foram tomadas pelo Comitê de Combate ao Coronavírus do município. “A decisão se baseou no aumento da ocupação dos leitos de UTI na rede municipal, além do avanço da média móvel de óbitos”, diz. “As aulas da rede particular de ensino também estarão suspensas a partir do dia 1º de março”, completa.

Dados divulgados nesta segunda-feira apontam quem São Bernardo soma 49.847 casos confirmados da doença desde o início da pandemia, com 1.483 mortes. No sábado (20), a cidade do ABC estava com 286 pessoas internadas em hospitais públicos com o novo coronavírus. A taxa de ocupação de leitos de UTI é de 80%. De enfermaria, de 53%.

No dia 20 de janeiro, ou seja, há um mês, a taxa de ocupação para pacientes com Covid-19 no município era de 58%. A de enfermaria, 59%

A taxa de isolamento em São Bernardo do Campo no domingo (21) foi de 48%, segundo o governo do estado, gestão João Doria (PSDB).

Até as 18h desta segunda, 43.819 foram vacinadas contra a Covid-19, sendo sendo 33.406 da primeira dose e 10.413 da segunda.

O Estado de São Paulo registrou o maior número de pacientes com Covid-19 internados em UTIs (unidades de Terapia Intensiva) desde o início da pandemia. Segundo o secretário-executivo do Centro de Contingência do Coronavírus, João Gabbardo, 6.410 pessoas estavam internadas em leitos intensivos nesta segunda-feira (22).

Por isso, o governo João Doria (PSDB) deverá anunciar medidas restritivas de circulação na próxima quarta-feira e que deverão vigorar a partir de sexta.