Prefeito Luiz Fernando manda aumentar número de leitos de Covid no São vicente

O prefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado, anunciou em seu perfil do Facebook que mandou aumentar o número de leitos de Covid no Hospital São Vicente de Paulo. Nos últimos dias a taxa de ocupação tem ficado próxima de 80% na rede pública. Serão 16 novos leitos. Um leitor do “Jornal da Região” relatou que nesta sexta-feira (26) houve um pico em determinada hora com fila de macas nos corredores, de pacientes aguardando liberação de quartos. A cena impressionava quem entrava no hospital.

“Ainda que não tenhamos a necessidade de uso imediato desses 16 novos leitos, nosso perfil de trabalho é atuar de forma antecipada aos problemas, como fazemos desde o início da pandemia. Neste momento, a medida é preventiva. Caso seja identificada a necessidade, estamos com a estrutura pronta para prestar a assistência de saúde para quem precisa. Como sempre, precisamos do envolvimento de todos. Cuidem de vocês e daqueles que estão à sua volta”, comentou Luiz Fernando Machado.

Segundo a Prefeitura, esses novos leitos são híbridos e podem atender situações de emergências clínicas ou para Covid. Há possibilidade ainda de utilização de uma retaguarda para aumento de casos.

Como coordenador geral do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC), o prefeito Luiz Fernando Machado salienta a importância de a cidade contar com plano estratégico específico para a pandemia.

“Com planejamento e antecipação aos cenários, Jundiaí enfrentou o primeiro pico da doença não deixando ninguém para trás. A mesma capacidade de ampliação que a cidade teve anteriormente, terá agora”, comenta.

 

Novos leitos híbridos serão abertos conforme a necessidade do cenário epidemiológico

Até esta sexta-feira (26), a cidade contabiliza 82 leitos públicos exclusivos para o uso COVID-19, no HSV, sendo 62 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 20 de enfermaria.

Com o acréscimo, serão 36 leitos de enfermaria híbridos, ou seja, que a qualquer momento podem ser transformados em leitos de alta complexidade.

“Jundiaí acresce o número de leitos de acordo com a necessidade do cenário. Nas últimas quatro semanas, a média de internações é de 50 solicitações, não apresentando crescimento”, comenta o gestor da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), Tiago Texera.

De acordo com o superintendente do HSV, Matheus Gomes, a capacidade de mobilização interna da estrutura do hospital é possível em decorrência dos investimentos realizados ao longo dos últimos anos.

“A reforma de 33 dos 72 quartos do HSV – pelo programa Acolha um Quarto, Conforte Vidas – proporciona a capacidade de adequação dos leitos entre enfermaria e UTI para o atendimento de forma adequada, conforme a gravidade de cada caso e com a qualidade, acolhimento e humanização do HSV”, explica.

Até esta sexta-feira (26) a cidade acumulava 612 óbitos de Covid, desde o início da pandemia há um ano.

No Estado de São Paulo há cerca de 6.500 pessoas internadas em leitos de Covid.