Agência roubada estava com ‘gravações desligadas’

Os bandidos que invadiram a agência do Banco do Brasil no Centro de Campo Limpo Paulista, na manhã desta terça-feira (06) tiveram uma “sorte”. Ao renderem os funcionários e roubarem as armas que estavam em cofre do setor dos vigilantes, eles conseguiram fazer tudo sem serem gravados.

De acordo com o que apurou a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí o sistema de monitoramento do banco passou por manutenção recentemente e não tinha gravações.

A Polícia Civil requisitou presença de peritos da Polícia Científica, para realizar coleta de materiais que possam ajudar no trabalho de identificação da quadrilha.

Os ladrões levaram dois revólveres calibre 38. O banco ainda não tinha sido aberto para o público.