De 2 mil pessoas atrasadas na 2ª dose, apenas 183 tomaram vacina em Jundiaí

A Prefeitura de Jundiaí esperava vacinar neste sábado (05) pelo menos 2 mil pessoas que estão com a segunda dose da vacina contra a Covid-19 atrasadas. Desse número, apenas 183 pessoas compareceram aos postos de vacinação, o que é um número baixo. Equipes da Saúde estão procurando os faltosos, para saber o motivo de não terem procurado os postos de vacinação até agora. Essas pessoas precisam tomar a vacina para ter a imunização completa.

Quem comparecer aos postos neste sábado deu algumas explicações para não ter tomado a segunda dose na época prevista.

A doença foi o motivo de Maria Melato, moradora na Colônia, ter perdido a aplicação da segunda dose de Coronavac. “Hoje completa exatamente um mês que peguei o Coronavírus. Quando deu o prazo da segunda aplicação, eu não podia tomar. Com essa ação, consegui tomar e estou mais tranquila”, comenta a idosa.

Dona Maria Melato precisou esperar para tomar a segunda dose, pois passou pela COVID-19 no período de aguado para a aplicação
Apesar de não ter tido a COVID-19, Pedro Bueno, 72 anos, também perdeu o prazo da aplicação. “Quanto fui tomar a segunda dose estava com tosse e uma dor de garganta. Fui indicado a esperar. Hoje, ligaram para mim e consegui vir à Unidade de Saúde para receber. Essa situação não está para brincadeira. Agora estou mais tranquilo, mas ainda tenho de me cuidar e usar a máscara”, explica o idoso, após receber a segunda dose.

Dona Silvana Xavier, 69 anos, ficou 11 dias internada por conta da COVID-19. Passou outros 20 dias em casa, em internação domiciliar. Neste sábado pode comparecer à UBS para completar a vacinação. “Eu e meu marido pegamos a COVID-19. Eu fiquei muito ruim. Precisei ficar internada no São Vicente. Agora estamos bem e completamos a vacina que estava atrasada há quase um mês”, comenta a idosa, moradora na região da Vila Argos.

Vacinação Solidária
A campanha Vacinação Solidária permanece em todos os postos de aplicação das doses contra a COVID-19. Quem puder doar um quilo de alimento não perecível pode fazê-lo no dia em que for receber a aplicação da vacina. As doações serão encaminhadas ao Fundo Social de Solidariedade (Funss) de Jundiaí e atendem famílias em situação de vulnerabilidade social. Por mês, cerca de 6 mil cestas são entregues a entidades e diretamente às famílias cadastradas pela Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social (UGADS). Para a manutenção do atendimento mensal são necessários 90 mil quilos de alimentos todos os meses.

%d blogueiros gostam disto: