Cabreúva tem seis mil vacinas paradas por falta de profissionais de saúde

De acordo com o Vacinômetro do Governo do Estado, Cabreúva já recebeu 20.294 doses das vacinas contra a Covid-19. Dessas, 13.666 foram aplicadas até o momento e mais de seis mil continuam estocadas.

De acordo com a prefeitura, a vacinação é realizada na cidade, porém, com a grande quantidade recebida pela cidade junto ao baixo número de profissionais provocou acúmulo de milhares de doses na cidade.

“O município está contratando mais profissionais de saúde e já conseguiu aumentar o número de postos fixos de vacinação na semana, além do drive-thru que ocorre todos os sábados. Com esse aumento de locais de vacinação já  foi possível agendar cerca de 3 mil pessoas até a próxima quarta-feira (23), declarou o Executivo após ser questionado pela reportagem do JR

Dos 644 municípios de São Paulo, a cidade aparece na 623ª posição, com apenas 67% das doses recebidas aplicadas.

No momento estão sendo vacinadas pessoas sem comorbidades a partir dos 50 anos, gestantes, puérperas, profissionais de saúde, pessoas com comorbidades a partir dos 18 anos e pessoas com deficiência permanente também a partir dos 18 anos. “O objetivo é avançar a vacinação no município o mais rápido possível”, informa a prefeitura.

Casos de Covid disparam na cidade

O grande aumento do número de casos de Covid-19 nos últimos dias  tem causado preocupação à Secretaria Municipal de Saúde. Em apenas três dias, a cidade teve um aumento de 186 pessoas contaminadas e foram registrados cinco óbitos, totalizando 105 vítimas.

O município contabiliza 16 pessoas internadas necessitando de atendimento contra a Covid-19. Dessas pessoas, seis ocupam leitos da Santa Casa, quatro ocupam leitos da UPA e outras seis ocupam leitos do Centro de Retaguarda. Três destes internos são considerados casos graves e aguardam vagas de transferência para UTIs da região.

Saúde faz alerta à população

A Prefeitura de Cabreúva, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, faz um alerta para que toda a população mantenha os cuidados preventivos contra à doença. Que só saiam de casa se necessário e quando saírem usem máscara o tempo todo e álcool em gel nas mãos. Que evitem aglomerações e festas e não fiquem sem máscaras fora do convívio familiar.

“Especialistas em Saúde alertam para a nova cepa indiana que já circula no país: ela é seis vezes mais contagiosa, por isso precisamos aumentar ainda mais os cuidados”.