Dono de ferro velho de Jundiaí é preso em Operação da Polícia de Louveira

Sob o comando do delegado Roberto Camargo Júnior, que assumiu a Polícia Civil de Louveira, investigadores e guardas municipais iniciaram uma operação para descobrir quem estava recebendo fios e ferros furtados de empresas e locais públicos da cidade.

Nesta terça-feira (20) o investigador Daniel, da Polícia Civil de Louveira, identificou dois locais que poderiam ser pontos de receptação. Ele comunicou o delegado, que solicitou apoio das Guardas de Louveira e de Jundiaí, para diligências.

O comandante da Guarda de Louveira, Capacci, colocou um efetivo à disposição da Polícia Civil para as diligências em seu município. Já em Jundiaí o subinspetor Joel chamou outra equipe.

Diligências

Durante as buscas em Louveira nada de irregular foi encontrado. Mas equipes descobriram em Jundiaí que os materiais furtados em Louveira estavam armazenados no estabelecimento de um comerciante de sucatas.

O proprietário foi preso em flagrante por receptação.

O comerciante disse que comprava o quilo de cobre por R$ 15,00 e revendia por R$ 40,00. Que ele costumava comprar os fios de um “drogado”.

Segundo o delegado há várias semanas ocorrem furtos em empresas e de equipamentos públicos. Uma das vítimas reconheceu os fios que estavam no depósito do comerciante de Jundiaí, como sendo de sua propriedade.

O proprietário do ferro velho foi preso e as investigações prosseguem, para saber a origem de outros materiais que estavam em seu estabelecimento.

O delegado Roberto Camargo Júnior agradeceu o empenho e a parceria das guardas municipais de Louveira e de Jundiaí, para a operação da Polícia Civil.

Em Jundiaí também há uma onda de furtos de grelhas de galerias de águas pluviais, de placas de trânsito, cabos de câmeras de monitoramento, além de ferragens de pontes, viadutos e outros bens públicos.