Clube de Motos Antigas de Jundiaí realiza o primeiro encontro

Durante a pandemia do Novo Coronavírus, um grupo de amigos começou a fazer passeios de motos antigas pelas estradas de Jundiaí e região como válvula de escape para as muitas notícias ruins daquele momento. Os momentos de lazer respeitando o distanciamento social e o uso de máscaras foram agregando mais pessoas e, em junho do ano passado, foi formado o Clube de Motos Antigas de Jundiaí.

O grupo é pioneiro na cidade ao reunir motocicletas antigas, como as clássicas Honda CG dos anos 70 e 80 (carinhosamente chamadas de Bolinhas), Honda CB 125, Honda DT, Honda XLX,  Yamaha RD 135 e 350, Yamaha TT, além de vespas e lambretas. Também tem outras raridades como a Honda CB Four 400 e modelos da Jawa.

“Nosso clube é direcionado para motos antigas, não é um moto clube. São bem-vindas todas as motos antigas, desde que estejam em boas condições para aguentar os passeios nas estradas”, diz Jefferson Gomes Zarpellon, 35 anos, que fundou o grupo com os amigos Darcio Ribeiro e Fernando Schincariol.

Atualmente o grupo conta com 93 integrantes e possui uma página no Facebook, além de uma página no Instagram.


Clube de Motos Antigas. (Foto: Divulgação)

1º Encontro

Neste último domingo (15), aconteceu o primeiro encontro oficial do grupo. Eles foram convidados para participar do encontro de carros antigos e carros tunados, no Parque da Juventude, em Itatiba.

“Antes deste encontro só havíamos organizado reuniões entre os integrantes seguindo as normas sanitárias de segurança. Foi muito legal o primeiro encontro e já estamos nos organizando para realizar um em Jundiaí. Aguardamos anciosos pela liberação do Parque da Uva”, afirma Zarpellon.

Zarpellon, inclusive possui uma hamburgueria na avenida Fernando Arens, na Vila Progresso, que é um ponto de encontro de colecionadores de carros e motos antigas da cidade. O local foi um dos laboratórios para a formação do primeiro clube de motos antigas da cidade.

“Sempre fui amante de carros antigos, mas depois que comprei minha CG bolinha azul 81, foi uma paixão ainda maior”, conta o comerciante.

 

%d blogueiros gostam disto: