Homem é preso por tortura e cárcere privado em Jundiaí

Um homem de 32 anos foi preso em flagrante neste domingo (19), no Centro de Jundiaí, pela prática de tortura, violência doméstica e cárcere privado. A vítima é uma mulher de 45 anos. Os dois residem em uma pensão.

De acordo com o que foi apurado pela equipe do delegado Tiago Vieira Oliveira, do Plantão Policial, a mulher estava sob cárcere no quarto do autor desde a noite de sábado (18), sem poder sair do local.

Depois de ingerir bebidas alcoólicas, o acusado levou a mulher para o seu quarto, puxando-a pelos cabelos.

Segundo relato da vítima, o homem proferiu diversas palavras de baixo calão, subjugando-a.

Armado com uma faca, cortou os cabelos da mulher e trancou o quarto para que ela não saísse.

Cigarro nas costas

Durante toda a madrugada, com cigarro aceso, passou a queimar as costas da vítima. Acredita-se que tenha consumido um maço durante todo o período de tortura.

Por meio de uma denúncia anônima ao telefone 153 a Guarda Municipal mandou uma viatura até a pensão e encontrou a mulher com muitas lesões pelo corpo e ferimentos no rosto.

Bastante abalada, a vítima confirmou aos guardas que sofreu violência de forma “incessante” a noite toda.

Os guardas municipais deram voz de prisão ao acusado – que já tinha passagem pela Justiça por outra violência contra mulher.

Os guardas requisitaram a presença de uma equipe de emergência médica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU-192).

Conduzida até o Hospital São Vicente de Paulo, a mulher passa por atendimento na noite deste domingo, inclusive com exames de raios x e tomografia.

O médico do Pronto Socorro disse que só na manhã desta segunda-feira (20) terá um quadro completo dos ferimentos causados pelo agressor. Os exames serão encaminhados para a Delegacia de Defesa da Mulher.

A vítima manifestou interesse em processar o autor e quer uma Medida Protetiva, para que ele não chegue mais perto dela.

O delegado Tiago Oliveira determinou a prisão do autor, com o encaminhamento dele para a Cadeia de Campo Limpo Paulista, onde deverá aguardar audiência de custódia na Justiça nesta segunda-feira (20).