Jardim do Solar do Barão ganha cores com a Primavera

Apesar da queda da temperatura e do vento forte, esta quarta-feira (22) marca a chegada ao Hemisfério Sul da Primavera, estação conhecida por suas flores e cores. Antes mesmo da data oficial, desde as últimas semanas, os frequentadores dos jardins do Solar do Barão têm podido contemplar um colorido especial em suas árvores e canteiros, o que tem tornado a visita ao local ainda mais agradável.

Desatentos à data, os amigos Gustavo Rodrigues e Felipe Guido, de 15 anos, os alunos da Escola Estadual Antenor Soares Gandra, no Centro, aproveitaram a saída da aula para passear pelos jardins. “Não me lembrava de que hoje começava a primavera, até porque deu uma esfriada, mas mesmo assim o jardim está muito bonito”, brincou Gustavo. “Passando pela rua Barão me lembrei das exposições que já visitei no Museu e aproveitei para descer e conferir os jardins. Não me lembrava que tinha este jardim japonês”, comentou Felipe.

Quem visitou os jardins nas últimas semanas pôde conferir as floradas de diversas plantas, como as cerejeiras japonesas, orquídeas, jades chinesas, rosas do deserto, além das frutíferas macieira, pessegueiro e amoreira, e a tradicional jaboticabeira de 120 anos.

“Estes jardins e as excelentes condições em que se encontram para receber nossos visitantes são o resultado de um esforço diário de manutenção, esforço compartilhado por todos os funcionários do Museu”, explica o diretor do Departamento de Museus da Unidade de Gestão de Cultura, Paulo Vicentini.

O colorido dos jardins também fica por conta das instalações dos programas Cidade das Crianças e Pé de Infância, voltadas para a criançada e seus cuidadores. Além da pintura de chão, feita pelos integrantes do Comitê das Crianças para simular o rio Jundiaí com sua fauna e flora, os jardins possuem ainda uma casa na árvore, os brinquedos de madeira para desenvolvimento psicomotor e as placas com QR codes com o canto dos pássaros que também frequentam o local.

Museu
Além dos jardins, os visitantes podem conferir o interior do prédio centenário do Solar do Barão, que hospeda o Museu Histórico e Cultural de Jundiaí.

Neste período, além de consultar parte do acervo permanente, o visitante pode conferir a exposição “Jundiahy… Jundiaí!”, que narra a História do Município ao longo dos últimos séculos por meio de fontes históricas como arquivos, fotos, documentos e instalações interativas.

O Museu fica na rua Barão de Jundiaí, 762, Centro, e permanece aberto de terça-feira a domingo, das 10h às 17h para visitação gratuita. Conforme estabelecido pelo Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus (CEC), o número máximo de visitantes ao espaço é de até 100 pessoas. O controle de acesso é feito no local, sem necessidade de agendamento prévio.

Mais informações sobre o Museu podem ser obtidas pelo telefone (11) 4521-6259.

%d blogueiros gostam disto: