Repescagem continua suspensa em Jundiaí. Cidade precisa de 20 mil doses

A Prefeitura de Jundiaí informa que não haverá repescagem da vacinação nesta quinta-feira (23). Há três semanas que a aplicação de doses está suspensa, para quem perdeu os agendamentos por faixas etárias.

A Prefeitura informa que vem solicitando ao Governo do Estado o enviou de 20 mil doses extras de vacinas para atender as pessoas que não tomaram nem a primeira dose no município, por diversas razões.

Uma leitora do “Jornal da Região” explicou que no dia em que estava aberto o cadastro, havia restrição para aplicar em quem tinha gripe. Ao se curar ela não conseguiu mais agendar.

A Prefeitura de Jundiaí vem cumprindo determinação do Ministério da Saúde, para vacinar “públicos-alvo”, sendo que estão abertos os agendamentos para reforço da 3ª dose para quem tem mais de 80 anos e para imunossuprimidos, com mais de 18 anos.

Óbitos

A pandemia provocou mais duas mortes de moradores de Jundiaí, conforme boletim divulgado nesta quarta-feira (22).

As vítimas são homem de 40 anos e mulher de 35, sem doenças.

Com esses óbitos sobe para 1.587 jundiaienses que perderam a luta para o Coronavírus, desde o início da pandemia em março de 2020.

A cidade também tem um óbito pela Variante Delta.

O número de pessoas recuperadas é de 53.317.

Documentos

No dia da aplicação, os idosos devem apresentar documento de identificação com foto, CPF, comprovante de vacinação com aplicação da segunda dose feita há, no mínimo, seis meses.

Já os imunossuprimidos terão de apresentar as documentações de identificação com foto, CPF, comprovante de residência, comprovante de vacinação (com intervalo de no mínimo 28 dias da segunda dose) e receita ou carta médica com assinatura e registro de classe do profissional.

IMUNOSSUPRESSÃO

As pessoas imunossuprimidas fazem parte do grupo contemplado pois possuem algum tipo de deficiência imunológica.

Fazem parte deste grupo:

Indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea;
Pessoas com HIV e CD4 <350 células/mm3; Pessoas com doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticóide e/ou ciclofosfamida;
Pessoas com lúpus
Pessoas com artrite reumatóide
Demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias;
Pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses;
Pessoas com neoplasias hematológicas.