Feira da Aviação é oportunidade de bons negócios em Jundiaí

O Prefeito Luiz Fernando Machado participou nesta quarta-feira da abertura da primeira edição do AVIATRADE, que acontece nesta quarta e quinta-feira no Aeroporto de Jundiaí – Comandante Rolim Adolfo Amaro. O evento de aviação é focado em aeronaves monomotor, leve e desportiva. Na ocasião foi assinado o protocolo para o programa de neutralização de carbono no local.

“Esta feira é muito importante para Jundiaí. Significa mais investimento, mais emprego e isso reverte em recurso para prefeitura implementar boas políticas públicas que vão refletir nas pessoas. Hoje é um dia maravilhoso porque percebemos que a iniciativa agrega interessados em movimentar a economia local, que primordial para a cidade: emprego, renda e oportunidade para as pessoas. Jundiaí quer crescer cada vez mais sem deixar ninguém para trás”, explica o prefeito.

Prefeito lembrou que Jundiaí teve na última terça-feira projeto de lei que Altera o Código Tributário, para modificar anexo do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza – ISSQN relativo a atividades da aviação civil e comercial aprovado.  A uniformização da alíquota de Imposto Sobre Serviços em 2% para todos os serviços previstos no Código Tributário do Município, como a manutenção e intermediação da venda de aeronaves e cursos e treinamentos envolvendo a aviação civil e comercial, além de incluir novas atividades como agenciamento, corretagem ou intermediação de aeronaves entre outros, tem como foco a atração de empresas do setor aeroviário e a meta de transformar Jundiaí em um hub de inovação da aviação executiva. “A empresa que se interessar em se instalar ou investir em Jundiaí, vai utilizar o piso e não seu teto. É uma forma de atrair investimentos para cá e fortalecer esse hub do Aeroporto Jundiaí. É fortalecer as empresas e atrair mais investimentos”, afirmou.

 

Prefeito Luiz Fernando Machado discursou na abertura do evento, salientando a importância econômica do setor

“A iniciativa tem por objetivo fomentar a economia local, com novo campo para formação de profissionais, além da criação de emprego e renda qualificada para os trabalhadores”, comenta o gestor da Unidade de Gestão de Governo e Finanças (UGGF), José Antonio Parimoschi.

MEIO AMBIENTE
Durante a abertura do evento foi assinado o protocolo que garante que o Aeroporto Estadual Comandante Rolim de Amaro passe a integrar o programa de neutralização de carbono para aviação. O aeroporto de Jundiaí é o primeiro da América do Sul com certificado de emissão de carbono, ação que qualifica as atividades e garante mais qualidade ambiental à cidade. Um dos principais fornecedores mundiais de produtos e serviços de combustível de aviação, a Air BP é quem irá implementar o programa.

“Jundiaí tem se destacado pelo cuidado com meio ambiente e pela sustentabilidade. Crescer economicamente com inovações, mas sem deixar de pensar na sustentabilidade é uma das preocupações nossas”, explica o prefeito.

O presidente da concessionária Voa São Paulo, coronel Marcel Moure, elogiou a aproximação com Poder Público. “Acredito muito na parceria com a Prefeitura que também busca projetos sustentáveis. O aeroporto é muito importante para Jundiaí e a cidade é muito importante para nós”, comentou.

 

Feira é realizada no espaço do Aeroporto Comandante Rolim Amaro, em Jundiaí

O presidente da Air BP América do Sul, Ricardo Paganini, afirmou que cada litro de combustível abastecido no aeroporto, o programa emitirá um certificado para a queima do combustível e assim neutralizar o carbono. “É um projeto pioneiro no Brasil. “Estamos muito orgulhosos por dar início a esta colaboração com a Voa São Paulo. Além da nossa já tradicional excelência em serviços e segurança em operações, iremos oferecer nosso programa de neutralização de carbono, em mais um passo para tornar a aviação executiva brasileira mais sustentável”, afirma Paganini.