SP será sede do Centro de Inteligência contra o crime no Sudeste

O Governador João Doria participou, nesta segunda-feira (27), da cerimônia de inauguração do Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública da Região Sudeste (CIISPR-SE), que terá sede na cidade de São Paulo.

A iniciativa, acolhida de imediato pelo Governo do Estado e sob coordenação do Ministério da Justiça de Segurança Pública (MJSP), vai reunir representantes das forças de segurança paulista e dos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais para a realização de trabalho conjunto no combate a crimes violentos e organizado.

“O Centro Integrado de Segurança Pública da Região Sudeste nasceu de uma das nossas reuniões do Cosud. É uma ideia que nós, governadores, alimentamos já em 2019. Essa iniciativa aumenta a cooperação técnica e permite uma programação ainda mais eficiente da Segurança Pública no país. Isso fortalece as nossas relações, integra os programas de Segurança e aumenta a proteção aos cidadãos”, destacou Doria.

A cerimônia foi realizada no Palácio dos Bandeirantes e contou com as presenças dos governadores de Minas Gerais, Romeu Zema Neto, e do Rio de Janeiro, Claudio Bomfim de Castro e Silva; do Secretário da Justiça do Espírito Santo, Marcello Paiva, do Secretário de Operações Integradas do Ministério da Justiça, Alfredo de Souza Lima Coelho Carrijo, e do Secretário de Segurança Pública de SP, João Camilo Pires de Campos.

“O grande exemplo dessa agradável tarde aqui em SP é podermos ver essa integração. É podermos perceber o diálogo e que ninguém sozinho consegue resolver o problema. O problema da Segurança, não adianta um estado resolver; não adianta só o Governo Federal querer fazer algo individual. O que adianta sim, de verdade, e que dará resultado é a união de todos esses entes. Os verdadeiros resultados serão atingidos assim: em conjunto”, afirmou Claudio Castro.

O CIISPR-SE faz parte de uma estrutura criada pela Secretaria de Operações Integradas (SEOPI) do MJSP, por meio da sua Diretoria de Inteligência (DINT), e terá como atribuição reunir representantes de todas as Agências Inteligência de Segurança Pública (AISP) da Região Sudeste do país. Os quatro estados farão o compartilhamento de dados e informações a fim de que sejam planejadas e executadas medidas de prevenção e repressão à criminalidade.

“É uma satisfação enorme estarmos participando desse momento que representa um avanço na Segurança Pública de Minas, do Sudeste e de todo Brasil. Nós estamos aqui avançando, trocando informações. Esta integração é importantíssima, é um passo muito grande e fico muito satisfeito de nós podermos contribuir com os estados irmãos. Estamos juntos no mesmo barco e vamos transformar o Sudeste em uma referência de Segurança Pública”, disse Romeu Zema.

A decisão de instalar a unidade na capital paulista foi tomada pelo MJSP no final de 2020, após o Governo de São Paulo se prontificar a recebê-la. Com a inauguração, a previsão é que o centro seja composto por um coordenador nomeado pelo MJSP e representantes das polícias Civil e Militar de cada estado da Região Sudeste. Além disso, São Paulo irá conceder agentes da Secretaria da Segurança Pública (SSP) e de Administração Penitenciária (SAP), bem como um coordenador-adjunto, que será o coordenador técnico do CIISP.

Estrutura

O CIISPR-SE conta com uma sala de reunião, uma de capacitação, uma de laboratório, uma de colaboradores, duas de analistas e uma de coordenação. Atualmente, além da Região Sudeste, já foram estabelecidos CIISPs nas Regiões Norte, Nordeste e Sul. As unidades são integradas ao CIISP Nacional, instalado em Brasília, formando a Rede CIISP.

Com a ativação do CIISPR-SE, a rede CIISP passará ter acesso a mais de 400 bases de dados das 27 unidades federativas do país.