Pinacoteca registra recordes de visitações após reabertura

Um mês após a sua reabertura ao público, completo nesta terça-feira (28), a Pinacoteca Municipal Diógenes Duarte Paes já bateu recordes de visitações totais de anos anteriores. Com as exposições “Chico Bento – 60 Primaveras” e “Jundiaí Terra da HQ”, o equipamento cultural já recebeu 4.263 visitantes.

Até 05 de setembro, portanto, com pouco mais de uma semana de exposição e antes mesmo da emenda de feriado da Independência, o local já havia recebido mais de 1700 visitantes, portanto, passando o total de visitações em todo o ano de 2016. Os números de 2017, quando 3.360 visitaram o local ao longo de todo o ano, números foram ultrapassados no final de semana de 18 e 19 de setembro, portanto, três semanas após a reabertura.

“É muito importante destacar que chegamos a esses números recordes, cumprindo todos os protocolos estabelecidos pelo Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus (CEC). A não ser grupos, que devem fazer contato prévio pelo telefone (11) 4586-2326, não é necessário fazer agendamento. São permitidas até 50 pessoas no local, com acesso controlado na entrada. Basta comparecer e conferir gratuitamente as exposições”, explica o gestor da Unidade de Gestão de Cultura (UGC), Marcelo Peroni.

Acompanhada da mãe, a agente de trânsito Lidiane Roveri, a pequena Laura, de seis anos, conferiu a exposição na tarde desta terça-feira (28). Passando pela rua Barão, a caminho de um exame médico, mãe e filha decidiram entrar quando notaram a “Malhada”, a vaca do Chico Bento nos jardins. “Na minha escola tem muitos gibis do Chico e já assistimos alguns desenhos com ele”, explica a aluna do G5 da Emeb Clotilde Copelli de Miranda, encantada com a sala que reproduz a classe da personagem, na Vila Abobrinha.

As exposições com entrada gratuita ficam na Pinacoteca até 27 de outubro. “Chico Bento – 60 Primaveras” tem a curadoria de Jacqueline Mouradian, da Mauricio de Sousa Produções, reproduz a Vila Abobrinha para comemorar os 60 anos do personagem tão querido dos quadrinhos brasileiros. Já “Jundiaí Terra da HQ” traz as obras de 28 quadrinistas da região, com a curadoria de Ede Galileu.

Sobre as visitações, Peroni acrescenta. “Esses números de visitantes são, para nós da Cultura, motivo de muita alegria, pois atestam o cumprimento com êxito do nosso objetivo de que cada vez mais pessoas conheçam e se apropriem, não só deste espaço cultural, como da linguagem das artes visuais. Durante a pandemia, enquanto os equipamentos culturais permaneceram fechados, não interrompemos os trabalhos de manutenção e preservação pensando neste momento, em que os artistas e os munícipes em geral estivessem de volta, ocupando esses espaços”.

Em 2018 e 2019, respectivamente, 4.863 e 7.816 pessoas visitaram o local, números que devem ser batidos em breve.

Mais atividades gratuitas na Pinacoteca
Durante o mês de outubro, crianças e adolescentes de 04 a 13 anos podem ainda participar das oficinas gratuitas de HQ da Pinacoteca, que são realizadas às sextas, sábados e domingos, com os oficineiros Podre Flores, Célio Luigi e Ede Galileu. O material necessário para a realização da oficina é disponibilizado também gratuitamente no local. Os interessados devem se inscrever gratuitamente pela internet.

A Pinacoteca fica na rua Barão de Jundiaí, 109, Centro, e funciona de terça a domingo, das 10h às 17h. Mais informações pelo telefone (11) 4586-2326.

%d blogueiros gostam disto: