1º Festival do Torresmo e Churros anima Cabreúva

A cidade de Cabreúva recebe neste fim de semana o 1º Festival do Torresmo e Churros, que será realizado no bairro do Jacaré, a partir das 12h desta sexta-feira (26) até domingo (28), com entrada gratuita.

Segundo os organizadores, o evento terá parte do lucro revertido para o Fundo Social do Município, ajudando assim várias famílias em situação vulnerável, e que foram muito afetadas pela pandemia do coronavírus.

Inédito na cidade, o festival será realizado no bairro do Jacaré. O visitante poderá saborear diversas opções do prato principal, como: torresmo de rolo, torresmo mineiro e torresmo caipira, além de outras receitas de porco, como porco no rolete e o tradicional Rojão.

O festival também terá churros, desde os tradicionais, gourmets, cones de churros até os bubble waflle. Além dessas iguarias, o público poderá experimentar outros pratos como: porco no rolete, linguiça de fumeiro, baião de dois, feijão tropeiro e arroz carreteiro.

E, para quem aprecia lanches, o 1º Festival do Torresmo e Churros de Cabreúva oferece no cardápio hambúrgueres artesanais, crepe francês, hambúrguer na parrilla, além de espetos de morango com chocolate e doces diversos.

E para acompanhar todas essas guloseimas, o público poderá escolher entre as cervejas artesanais e os mais de 40 tipos de chope.

Atrações
Uma atração já confirmada é Rob Vulcan, famoso cuteleiro, que apresenta programas de TV. Ele irá fazer forja ao vivo, testes de corte, além de dar dicas de afiação, manutenção, conservação e armazenamento de facas.

Robson Marins é cuteleiro profissional, e fez sua primeira faca com apenas 9 anos de idade. Ele faz parte da 4°geração de uma família de ferreiros, com destaque mundial na cutelaria. Rob Vulcan cria peças utilizadas por famosos de vários segmentos, e já foi participante do Reality Show da Netflix, The Circle.

Rojão é destaque
O ‘Rojão’ é um prato típico da cidade de Ribeirão Grande, no Vale do Ribeira, em São Paulo. O espeto de ‘Rojão’ é feito com carne suína contendo nove temperos tradicionais e naturais da região. Cada espeto tem 500 gramas de carne pura, e é preparado no braseiro.

O nome rojão foi dado porque era feito em pequena escala somente em épocas festivas como São João e São Pedro, por exemplo. E, como nessa época existe a tradição até os dias de hoje, que inclui a comemoração com fogos de artifícios, o tradicional e popular rojão, daí o nome por conta do formato do espeto.

Atualmente, o rojão é produzido e comercializado em grande escala. O produto foi criado há mais de 100 anos por Joaquim Silvério Ferreira. Atualmente, a fabricação e comercialização do Rojão é comandada pela 5ª geração da família. O produto, que é patenteado, pode ser encontrado em festas e eventos da região.

Shows musicais
O 1º Festival de Torresmo e Churros de Cabreúva terá também música, que promete agradar a todos os estilos. Veja a programação:

Sexta-feira (26)
18h – Gabriel Fernandes

21h – Queen Lives – Tributo à banda Queen (Rock)

Sábado (27)
15h – a confirmar

18h – O Cerco (Tributo a Charlie Brown Jr)

21h – Lucas e Murilo (sertanejo)

Domingo (28)
12h – Amphíbia

15h – Fernando Berci

18h – Grazi Oak

21h – Helena Monteiro – Homenagem a Marília Mendonça (Sertanejo)

%d blogueiros gostam disto: