Prefeitos da Região de Campinas suspendem Carnaval e eventos particulares

O aumento do número de pessoas contaminadas com Covid-19, com a variante Ômicron, com H3N2 e outras gripes, fez o Comitê de prefeitos da Região Metropolitana de Campinas decretar a suspensão do Carnaval público e privado, além de demais eventos que gerem aglomerações.

Jundiaí já havia baixado no final de semana uma medida de restrição a eventos, que gerou a suspensão do Baile do Havaí pelo Clube Jundiaiense e do Mega Flash Back pelo Grêmio CP.

A Prefeitura também orienta as igrejas, bares, restaurantes e casas de shows e espaços de casamentos pela exigência de os frequentadores apresentarem o “Passaporte da Vacina”.

O prefeito de Campinas, Dario Saadi, sugeriu na reunião dos prefeitos da região metropolitana que as prefeituras sigam o exemplo de sua cidade, que adotou o “Atestado Sanitário”, que pode ser solicitado por e-mail ou canais eletrônicos, para evitar aglomerações nos prontos-atendimentos médicos.

O sistema funciona dessa maneira: o cidadão que está com os sintomas entra em contato com os canais eletrônicos, sem a necessidade de ir até uma unidade de Saúde. Depois um médico avalia os sintomas e emite o Atestado, que é enviado por e-mail ou WhatsApp. Isso evita a propagação e a circulação dos vírus.

O prefeito de Campinas disse que as decisões tomadas em conjunto ajudam as comunidades de cada cidade.

Segundo a Diretoria Regional de Saúde, da qual Jundiaí faz parte, os municípios que tiveram “explosão” de casos de Covid são Indaiatuba, Limeira e Valinhos. Mas todos os municípios apresentam altas.

Jundiaí registrou na segunda-feira (17) sete óbitos de Covid-19 no último boletim epidemiológico.

 

%d blogueiros gostam disto: