Maioria dos usuários do transporte acessa a internet pelo celular

A atendente Emelly Scatamburgo tem 18 anos e utiliza diariamente o transporte coletivo de Jundiaí. Em terminais ou mesmo durante as viagens, ela não abre mão da internet no seu celular. “Não dá para ficar sem”, conta ela, que gosta de conversar com amigos e navegar pelas redes sociais. “Eu tenho plano mensal, mas, quando estou no terminal, prefiro utilizar o wi-fi gratuito, que é rápido e funciona muito bem”, relata a usuária, sobre o sistema de wi-fi público Conectado.

Uma pesquisa feita pela consultoria APPC para a avaliação do transporte coletivo de Jundiaí revela que 88% de seus usuários possuem celular com acesso à internet. Entre o público mais jovem, esse número chega a 96% – grupo onde se encontra a atendente Emelly. A pesquisa foi realizada no fim de novembro e início de dezembro do ano passado e faz parte das ações do Plano Municipal de Mobilidade Urbana. Ao todo, 400 usuários foram ouvidos nos sete terminais urbanos. O estudo completo está disponível no site da Prefeitura de Jundiaí.

A pesquisa mostra também que 46% dos usuários se informam sobre linhas de ônibus através da internet, o que já supera a quantidade dos que consultam os painéis colocados nos pontos e nos terminais (33%).

Aplicativos
O App Já Jundiaí permite que o usuário faça recargas do cartão comum de transporte ou da carteira digital por transferência bancária ou cartão de crédito, sem precisar ir a um terminal. Além disso, o app tem um serviço digital com informações das viagens, onde o usuário tem acesso à rota dos ônibus em tempo real. Também é possível acessar todos os horários de ônibus através do APP Jundiaí. Ambos estão disponíveis para download gratuito nas lojas Google Play e Apple Store.

Outro exemplo de tecnologia no transporte público é a possibilidade de pagamento com cartão de crédito e débito por aproximação, no interior dos ônibus. Jundiaí é a primeira cidade da América Latina a ter esse sistema de pagamento em 100% da frota. “A tecnologia embarcada é uma realidade e tem uma adesão cada vez maior dos usuários, com mais opções e conforto para pagar sua viagem. No ano passado, esse tipo de pagamento cresceu dez vezes, de aproximadamente três mil em janeiro para 30 mil no fim do ano”, observa o gestor de Mobilidade e Transporte, Aloysio Queiroz.

E, para quem ainda tinha alguma resistência ao mundo conectado, a adesão à internet abriu inúmeras possibilidades para a cozinheira Lúcia Helena Aparecida da Silva, usuária do transporte coletivo. “No começo eu tinha dúvidas e achava que era muito difícil navegar pela internet usando o celular”, explica ela. “Hoje eu vejo que estava errada, é muito fácil usar esse equipamento e ele me permite falar com meus filhos de forma mais rápida. Não consigo mais ficar sem todos esses recursos.”

%d blogueiros gostam disto: