Clube instala “gatoeiras” devido número elevado de felinos

O Clube Jundiaiense, em Jundiaí, anunciou que está instalando “gatoeiras” para capturar os mais de 60 gatos que estão em sua sede de campo, no Parque Centenário e vai providenciar castração.

A multiplicação de gatos no Clube é uma questão de preocupação dos associados e levou a Diretoria a fazer um comunicado de esclarecimentos.

“NOTA OFICIAL

Sobre os felinos do Clube

Olá, pessoal.

Estamos super preocupados com toda essa movimentação a respeito dos gatos que ressurgiu essa semana, quando resgataram uma foto antiga.
A gente entende perfeitamente a preocupação e a manifestação de todos. O Clube jamais maltrataria ou colocaria qualquer animal em situação de risco. Muito pelo contrário. E fazemos questão de responder novamente todas as questões, como a gente fez por telefone com a associada que resgatou a foto do TOM, esse filhote que adora tomar banho de chuva e continua pelo Clube.

Vamos por capítulos?

CAPÍTULO 01 – A HISTÓRIA DESSA FOTO

Essa foto que voltou a circular pelas redes sociais foi tirada há cerca de dois meses, logo após uma baita chuva que caiu por aqui em Jundiaí. Sempre que isso acontece, nosso time corre até todas as gatoeiras para verificar se algum bichano ficou preso.
Aí a gente seca o bichano e dá o tratamento técnico adequado.

CAPÍTULO 02 – A HISTÓRIA DO TOM

TOM é o nome carinhoso que nosso time deu a esse filhote danado que NUNCA FOI TIRADO DO CLUBE. Como ele gosta de chuva e está sempre aprontando, ganhou o nome do gato do desenho animado, que sempre se mete em confusão. Como ele ainda é muito pequeno e não pode ser castrado, passou por um checkup básico e foi solto dentro do Clube. Esse gato é tão danado que toda semana ele fica preso pelo menos três vezes dentro uma das gatoeiras. Aí, nossa equipe solta o danado, que sai correndo e brincando pelo Clube.

CAPÍTULO 03 – GATOEIRAS PRA QUÊ?

Já faz algumas semanas, nós publicamos o passo a passo e todos os motivos/argumentos do projeto de captura e tratamento de felinos. O projeto se tornou necessário porque o número de gatos dentro do Clube é enorme. São mais de 60 gatos, o que provocou desequilíbrio à fauna do Clube, atraindo número maior de predadores, além do risco de doenças às pessoas.

CAPÍTULO 04 – COMUNICAÇÃO TRANSPARENTE E CONSTANTE
Temos tratado o assunto com transparência e objetividade. Sempre respondemos todos os contatos e, em alguns casos, até ligamos para os associados para um bate-papo claro, transparente e direto. Foi o que aconteceu com a associada que fez a postagem desta foto antiga.
Então, pessoal, venham conversar com a gente e não acreditem em fake news. Temos o compromisso de sermos transparentes SEMPRE. Nos preocupamos com vocês, e também com tudo o que envolve o universo do CJ, inclusive os felinos e todos os outros animais que habitam por aqui. Mas sempre com técnica e cuidado.

CAPÍTULO 05 – NOSSA MISSÃO
Nossa missão não é tirar os gatos do Clube.
Nossa missão é tratar essa e qualquer outra questão com técnica, ciência e sempre dentro das leis municipais, estaduais e federais. Além da total transparência.

CAPÍTULO 06 – RESUMO DA HISTÓRIA
O Clube tem mais de 60 gatos espalhados pela Sede de Campo, fruto de tutores que abandonaram seus bichanos pela região.
Existe um desequilíbrio da fauna local.
É necessário atuar com técnica para reequilibrar a fauna.
Todos os gatos capturados são avaliados, vacinados, castrados e doados ou soltos de volta no Clube ou em outros ambientes previamente estudados pela empresa contratada para realizar o projeto.”

%d blogueiros gostam disto: