Mulher cai no golpe “Mãe, transfere um dinheiro?”

Uma mulher de 72 anos, moradora no bairro do Anhangabaú, em Jundiaí, caiu em golpe da mensagem recebida pelo WhatsApp “Mãe, transfere um dinheiro?”.

A mulher contou ao agente Xororó e delegado Marco Antônio Ferreira Lopes, do 7º Distrito Policial que recebeu pela manhã mensagem de um número com a foto do seu filho.

A pessoa do outro lado disse que tinha trocado de telefone e precisava de um dinheiro para poder pagar dívidas.

A mulher não desconfiou que era golpe e fez uma transferência por PIX de R$ 1.400,00 e o restante, de quase R$ 3 mil teve de fazer saque na agência do Banco do Brasil, no Centro da cidade, para depositar na conta de um desconhecido.

Ao retornar para casa, no carro de um taxista, ela comentou que veio para o Centro “socorrer” o filho que estava em dificuldades.

O taxista alertou a mulher que poderia ser um golpe e se tinha falado com o filho. Depois disso ela ligou no telefone do filho, que informou não ser ele quem estava pedindo dinheiro.

Diante da situação a mulher pediu ao taxista para levá-la ao Plantão da Polícia Civil na Avenida Nove de Julho, onde prestou queixa de estelionato.

A vítima entregou aos policiais os dados do golpista para quem fez transferência dos R$ 3 mil e o telefone do PIX que recebeu os R$ 1.400,00.

Nas últimas semanas o “Jornal da Região” publicou casos semelhantes. As vítimas transferiram altas quantias, sendo uma de R$ 28 mil; a outra de R$ 40 mil e mais uma de R$ 70 mil.

O delegado Marco Antônio Ferreira Lopes orienta os filhos para combinarem com os pais códigos se realmente precisarem de dinheiro ou que faça uma ligação e fale “pessoalmente”. Nada de transferir na hora.

%d blogueiros gostam disto: