Família reclama do furto de placas em sepulturas

A família Del Roy enviou reclamação ao “Jornal da Região” dos constantes furtos de placas das sepulturas do Cemitério do Montenegro, no Jardim do Lago, em Jundiaí.

Depois do Cemitério Parque dos Ipês e do Centro, agora os vândalos estão “atacando” as sepulturas do Montenegro.

Segundo Marcos Del Roy, foram levadas as placas de bronze de sua mãe e demais parentes. É uma situação constrangedora. Já é a terceira vez que a família faz substituição e está cansada.

Resposta da Prefeitura

A Fundação Municipal de Ação Social (Fumas) – órgão responsável pela administração do Serviço Funerário Municipal – informa que as famílias são orientadas a registrar competente Boletim de Ocorrência no Distrito Policial, circunscrição a qual pertence os Cemitérios, para que esses “furtos” passem a integrar a estatística da Secretaria de Segurança Pública, e assim desencadear ações de prevenção e repressão a partir dessas informações.

Também é solicitado que seja feito o encaminhamento da cópia desses registros para o Serviço Funerário Municipal, porém, na maioria das vezes, a família não registra os boletins.

A Fumas informa ainda que solicitou mais rondas da Guarda Municipal de Jundiaí (GMJ) e da Polícia Militar (PM), com paradas nos cemitérios, a fim de coibir essa prática de furtos.

Cabe lembrar que a Fiscalização do Comércio, a Polícia Civil e a Guarda Municipal de Jundiaí têm realizado ação conjunta para averiguações em comércios de sucatas, com o objetivo de combater os crimes de receptação de material.

Neste ano, 30 estabelecimentos, incluindo os sete que foram interditados em 2021, foram averiguados durante a “Operação Ferro Velho” em regiões como a Ponte São João, o Jardim São Camilo e o Retiro.

Até o momento, não foram registradas novas interdições.

A iniciativa prossegue e vai atingir todo o Município.

Reitera-se que denúncias podem ser feitas pelo APP Jundiaí ou telefones da GMJ: 153 (Emergência) e 4492-9060.

%d blogueiros gostam disto: