Revisão do Plano Diretor de Itatiba terá audiência pública na terça (19)

A Prefeitura de Itatiba está elaborando a revisão do Plano Diretor, feita a cada quatro anos, conforme previsto na Lei Orgânica Municipal. Uma das etapas prevê audiências públicas temáticas, e elas começam a ser realizadas a partir da próxima terça-feira, 19/07, no auditório do Centro Administrativo Prefeito Ettore Consoline, sede da Prefeitura. Esta primeira audiência abordará Educação, Finanças, Segurança e Saúde.

Na terça seguinte, 26/07, a segunda audiência pública será na Emeb Profa. Eliete Ap. Sanfins Fusussi, no N.R. Porto Seguro, e abordará Cultura, Desenvolvimento, Habitação, Lazer, Obras, Serviços Públicos e Turismo.

Por fim, no dia 02/08, a terceira audiência será no Auditório Ivan Nunes Simões, da Aicita (Associação Industrial e Comercial de Itatiba), no Ed. Inside Corporate, na Vila Cassaro, sobre Ação Social, Agricultura, Esportes, Meio Ambiente e Trabalho e Renda.

As três audiências públicas ocorrerão às terças-feiras, sempre às 18h30. Além das sugestões colhidas na própria audiência, a população também pode participar através do e-mail planodiretor@obrasapoio.itatiba.sp.gov.br.

“Convido todos que tiverem interesse em participar com sugestões, dúvidas e comentários, sempre visando aquilo que é melhor para nossa cidade, que serão analisados pelo nosso time técnico. A ideia é que o Plano Diretor abrace a cidade, enxergue quais são as melhorias a serem feitas para construir uma Itatiba ainda melhor”, explica o secretário de Desenvolvimento Econômico e Habitação, Eduardo Aoun. A pasta reúne os trabalhos de revisão, que estão sendo realizados desde maio último por uma equipe multidisciplinar, com membros de diversas secretarias.

“É mais que meramente um acesso a pequenas requisições ou uma carta de intenções; é a diretriz estabelecida para a expansão da cidade nos próximos anos. O cidadão participa sugerindo temas abrangentes, por exemplo, quando percebe que na região dele tem uma questão de mobilidade que poderia ser contemplada pelo município, através da implantação de uma ciclovia, ou uma demanda grande, para expansão de uma unidade de Saúde ou de Educação. Outras situações pontuais devem ser requeridas no dia a dia no balcão da Prefeitura”, esclarece o secretário de Negócios Jurídicos, Diego Freitas.

A comissão constituída para a revisão do Plano Diretor deve, ao final dos trabalhos, apresentar uma proposta – que reúne tanto considerações técnicas quanto as de participação popular – que será encaminhada para votação na Câmara Municipal. Se aprovada, se torna Lei, baseando o novo Plano Diretor.

A revisão do Plano Diretor é um trabalho complexo, desenvolvido por uma equipe multidisciplinar com integrantes de várias secretarias municipais. Este trabalho está principalmente voltado à questão de organização urbanística, com diretriz para o zoneamento.

“Estamos atualizando as normas, as leis, com o que há de mais moderno em nosso entorno e aplicando o que enxergamos de itens importantes para o desenvolvimento econômico e social da nossa cidade”, comenta o secretário Aoun.

Comissão
A comissão para revisão do Plano Diretor é composta pelo arquiteto Cid Camargo, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Habitação, e pelos secretários Adilson Franco Penteado (Obras e Serviços Públicos), Antonio de Carvalho (Governo), Diego José de Freitas (Negócios Jurídicos), Eduardo Aoun (Desenvolvimento Econômico e Habitação), Renan dias Irabi (Saúde) e Sueli de Moraes Tuon (Educação).

“Nosso Plano Diretor é uma lei muito boa, que não precisa de grandes modificações, porque vem sendo revisto. Boa parte das diretrizes mais antigas já foi cumprida, como a criação da Secretaria de Planejamento. Assim como este ponto, vários outros já foram atendidos. Eles saem do Plano Diretor e entram novas metas para o município criar a curto, médio e longo prazo”, explanou Freitas.

“Itatiba tem que continuar atrativa aos empreendedores e investidores externos, e garantir a qualidade de vida de quem está aqui. O Plano Diretor tem diretrizes para deixar harmônica a expansão econômica do município, atraindo novos investidores, e mantendo a qualidade de vida do cidadão que já está em Itatiba”, concluiu.

%d blogueiros gostam disto: