Bolsonaro lembra de corrupção em gestões petistas

Por Iander Porcella, Giordanna Neves, Bruno Luiz e Matheus de Souza

O candidato à Presidência pelo PT, Luiz Inácio Lula da Silva, voltou a usar a temática da pandemia para fragilizar a imagem do adversário, o presidente Jair Bolsonaro (PL). O petista acusou o atual chefe do Executivo de negligenciar a vacina e de atrasar as compras dos imunizantes, além de reduzir recursos do programa Farmácia Popular.

Na réplica, Bolsonaro, apesar de ter reforçado a narrativa de que comprou mais de 500 milhões de doses de vacina, aproveitou o tema para reforçar a pauta da corrupção. Ele acusou o adversário de ter desviado recursos da construção de hospitais para estádios superfaturados e disse que ministros das gestões petistas foram envolvidos em corrupção.

Lula ainda acusou Bolsonaro de não ter respeito às famílias por não ter feito visitas a hospitais. Em resposta, o presidente relembrou uma suposta fala do ex-presidente em que diz que “graças a Deus a natureza criou esse monstro chamado coronavírus”. “Você não tem qualquer respeito com a vida das pessoas”, respondeu Bolsonaro ao petista.

Do Estadão

%d blogueiros gostam disto: