Justiça manda soltar homem que furtou picanha no supermercado

A Justiça de Jundiaí determinou, na tarde deste sábado (29), que o homem que furtou quatro peças de picanha avaliadas em R$ 600,00 do Supermercado Dom Olívio, na rua do Retiro, seja solto imediatamente.

De acordo com entendimento do juiz do Plantão Judiciário, a prática do delito não ocorreu sob violência, devendo o autor responder ao processo em liberdade, com o compromisso de comparecimento em todas as audiências.

O homem, de 45 anos, disse ao delegado Rodrigo Lima Leite Carvalhaes, do Plantão Policial, que foi roubado na rua. O ladrão levou a quantia de R$ 140,00. Com raiva, para recuperar o prejuízo que teve, foi ao supermercado e colocou as peças de picanha sob suas vestes.

Um cliente viu a ação e avisou os seguranças, que foram atrás desse homem.

Na rua, houve confronto. Os seguranças questionaram se o homem podia voltar ao mercado para pagar pelas mercadorias e ele negou. A Polícia foi chamada.

O delegado determinou a prisão. Mas, na audiência de custódia o entendimento é de que o autor é primário, não houve violência para a prática do delito, sem necessidade de prisão cautelar.

O autor disse que não precisava furtar a picanha. Que seu salário mensal é de R$ 2.300,00.

%d blogueiros gostam disto: