Residente que atropelou estudantes de Medicina diz que estava sob efeito de remédios

A Polícia Civil de Jundiaí colheu depoimento, na tarde desta sexta-feira (04), do motorista de um carro que atropelou vários estudantes de Medicina que estavam na rua Whately, na Vila Arens, na véspera do feriado do dia 2 de novembro.

O médico-residente contou à equipe do delegado Josias Guimarães que havia deixado plantão de 24 horas no Hospital São Vicente de Paulo e estava sob efeito de remédios por causa do sono, o que tirou a sua percepção.

Ele contou ainda que não percebeu que atropelou “colegas” que estavam na “festa”, na rua.

Só ficou sabendo posteriormente, com a repercussão do caso.

O delegado determinou a elaboração de boletim de ocorrência de lesão corporal, fuga de local de acidente e omissão de socorro, todos artigos do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Duas vítimas sofreram ferimentos e foram socorridas. Uma delas, de 23 anos, foi atendida no São Vicente e transferida para hospital privado.

 

%d blogueiros gostam disto: