Casal encontra câmera em quarto de motel em Pernambuco

(UOL/FOLHAPRESS) – Um casal encontrou uma câmera escondida dentro de um quarto de motel em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife. Os clientes acionaram a polícia após encontrar o equipamento de monitoramento dentro de uma tomada, instalada em frente à cama de casal.

As informações foram confirmadas à reportagem pela Polícia Militar de Pernambuco, que foi acionada depois de uma discussão entre as vítimas e funcionários do motel. Segundo a corporação, o homem que alugou o quarto foi quem encontrou a câmera escondida, mas não foram fornecidos mais detalhes sobre sua identidade ou sobre como ele descobriu a presença do aparelho espião.

O caso aconteceu na manhã de sábado (19) no Nexos Hotel do bairro Piedade. O estabelecimento, que oferece suítes com valores a partir de R$ 200, chegando a diárias de R$ 700, confirmou a presença da câmera espiã, mas alegou que já está tomando providências para redobrar a segurança nos quartos, cooperando com as investigações para identificar quem instalou o equipamento.

O QUE DIZ O MOTEL

Por meio de nota, o Nexos Hotel, cuja razão social é Pousada Recanto dos Guararapes, informou que dispositivo eletrônico instalado dentro de uma de suas suítes foi encontrado. “De forma imediata, a polícia foi acionada para apurar o fato e identificar o responsável. A Pousada Recanto dos Guararapes reforça a confiança no trabalho policial e reitera que está colaborando para a identificação do autor do fato, com a maior brevidade possível”, afirmou uma nota repassada à reportagem pelo motel.

Ainda segundo o estabelecimento, um “profissional especializado” foi contratado para “realizar a varredura” de possíveis dispositivos eletrônicos que estejam instalados em outros quartos.

“Além disso, nossa equipe realizará nova varredura a cada desocupação das suítes, inclusive com a utilização de equipamento específico. Outras informações sobre o ocorrido somente serão repassadas após a conclusão da apuração do fato pelas autoridades competentes”, concluiu o comunicado.

A reportagem tenta contato com a Polícia Civil de Pernambuco por e-mail e WhatsApp, desde a manhã desta quinta-feira (24), para apurar mais detalhes do caso.

%d blogueiros gostam disto: