Coronel Carla recebe homenagem na Assembleia

A tenente coronel Carla Danielle Basson, que é de Jundiaí, e comanda o 35º Batalhão da Polícia Militar em Campinas foi homenageada na Assembleia Legislativa do Estado pelo seu trabalho em defesa das pessoas e dos policiais deficientes.

O deputado estadual e ex-comandante da Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (ROTA), coronel Telhada, prestou as homenagens na sexta-feira, dia 20, com as presenças de familiares e amigos, além de integrantes da Associação dos Policiais Militares Portadores de Deficiências do Estado de São Paulo, que reconheceu a tenente coronel Carla Basson como defensora e colaboradora das pessoas com deficiência ou não.

A entidade reconheceu que Carla Basson se dedica aos ideais da Associação e às pessoas com deficiência em seu trabalho.

História da Associação
A Associação dos Policiais Militares Portadores de Deficiência do Estado de São Paulo – APMDFESP foi fundada no dia 29 de janeiro de 1993 e tem sede em São Paulo.

A instituição tem o caráter filantrópico e assistencial à classe dos Policiais Militares portadores de deficiência.

O projeto inicial nasceu de uma conversa no Centro Médico da Polícia Militar do Estado de São Paulo, em 26 de novembro de 1992, quando estavam internados o 3.º Sgt. Ref. PM Jefferson Eduardo Patriota dos Santos e o 2.º Ten. Res. PM José Roberto Pinatti, ambos paraplégicos.

Eles tiveram a ideia de criar um Clube de Paraplégicos com a principal finalidade de dar ao Policial Militar, que se torna um portador de deficiência, uma forma de vida, o mais próximo possível de sua normalidade e fazer com que retome a sua auto-estima, na maioria das vezes, eliminada ao se tornar um deficiente.

A ideia de uma Associação foi de proporcionar mais condições de trabalho e reivindicações, com início dos trabalhos no dia 16 de dezembro do mesmo ano.

Uma reunião entre deficientes da PMESP e outros convidados ajudou na formação de uma comissão pró-fundação. Dessa reunião foi feito o esboço do primeiro Estatuto da Associação, sendo oficialmente fundada em 29 de janeiro de 1993, ocasião em que também fora eleita a sua primeira diretoria, tendo como primeiro Presidente, o sargento Jefferson Eduardo Patriota dos Santos.

A partir daí nascia de direito e de fato a Associação dos Policiais Militares Portadores de Deficiência do Estado de São Paulo – APMDFESP, sendo que, após inúmeras reuniões na Capelania da Polícia Militar, com apoio do CASRJ – Centro de Apoio Social Religioso e Jurídico, começava assim a caminhada da Entidade em busca de associados para materializar a ideia.

Na sequência dos episódios, primeiramente, foi cedido pelo Presidente da Associação dos Oficiais da Reserva PM – AORPM, uma sala em sua Sede Social a qual se tornou a primeira sede administrativa e, posteriormente, o Presidente da Caixa Beneficente da PM cedeu em locação o imóvel que atualmente abriga a sede, à Rua Adolfo Samuel nº 14 Barro Banco – Capital – São Paulo, CEP 02418-100, fone(11) 2262-9500. Atualmente, a APMDFESP conta com aproximadamente 35.000 (trinta e cinco mil) associados, dos quais 5.000 ( cinco mil) são portadores de deficiência.

A entidade possui uma moderna clínica de fisioterapia e oferece atendimentos com psicólogos, fonoaudiólogos, terapia ocupacional, médicos fisiatras, assistência jurídica e social, equoterapia, terapia alternativa, consultório odontológico, hidroterapia, esporte, lazer e convênios com parceiros.

A entidade também realiza reinserção no mercado de trabalho dos portadores de deficiência, que atinge excelentes resultados.