Mãe aparece. Mas sem o bebê

A moradora do Jardim América 4, em Várzea Paulista, Geane Pacheco da Silva, de 28 anos, que estava desaparecida desde sábado (16) foi localizada. Mas um grande mistério surgiu: onde está o bebê que ela esperava?

Segundo familiares Geane sentiu dores e procurou a unidade de saúde do município, que a removeu em ambulância da cidade para o Hospital Universitário, em Jundiaí. Mas ela não deu entrada no H.U. e começaram as buscas por ela. A Polícia Civil de Jundiaí teria sido comunicada do ocorrido, mas não houve elaboração do boletim de ocorrência.

Geane foi localizada após a publicação de desaparecimento. Vários leitores do “Jornal da Região” compartilharam o pedido de ajuda da família.

Ao ser localizada, Geane estava confusa e disse para os familiares que foi levada da porta do H.U. para Campinas e lá falaram que o bebê morreu, mas não deram nenhum documento e a trouxeram de volta para Jundiaí.

O delegado Seccional da Polícia Civil de Jundiaí, Luiz Carlos Branco Júnior, disse que o caso precisa ser bem esclarecido. Nesta segunda-feira (18), o titular de Várzea Paulista, o delegado Marcel Fehr, deverá intimar Geane para esclarecimentos.

A família garante que Geane estava esperando um bebê e tinha em casa todos os exames médicos do acompanhamento da gravidez. Mas agora ela não trouxe nenhum documento de hospital comprovando a morte da criança.

O Instituto Médico Legal (IML) de Jundiaí informou que não houve morte de bebê na região de Jundiaí, de origem desconhecida.