No Dia do Beijo, solteiros respondem suas preferências

Neste Dia do Beijo, comemorado em 13 de abril, o ParPerfeito (www.parperfeito.com.br), maior site de relacionamento do Brasil, quer ajudar os solteiros a beijarem mais para comemorar. Uma pesquisa, realizada com 1.046 usuários, revela que homens e mulheres divergem bastante em suas opiniões sobre o beijo, mas são unânimes em dizer que o melhor beijo é aquele quente e apaixonado.

Tanto eles (36%) como elas (34%) revelam que o beijo mais marcante é aquele de reencontro depois de um tempo separado. Em segundo lugar, eles preferem o primeiro beijo, opção escolhida por 29%. Já 31% delas preferem o beijo carinhoso e delicado. Mas não só de beijos inesquecíveis vivem os solteiros, também existe aquele beijo que, digamos, não encaixa logo de cara. Mas será que existem pessoas que não sabem beijar?

Os homens são mais otimistas e afirmam que com um pouco de experiência, qualquer um aprende a beijar bem (51%). Já as mulheres, foram bem sinceras e 48% delas responderam “claro que existem pessoas que não sabem beijar”.
Agora, qual é a maior gafe que pode acontecer na hora do beijo? O mau hálito foi eleito (escolhido por 64% dos homens e por 63% das mulheres) o maior vilão. Portanto, ter uma balinha sempre por perto faz toda a diferença para os solteiros para aproveitarem o Dia do Beijo.

A data
A data surge a partir de uma lenda italiana de um rapaz que tinha a fama de ter beijado todas as mulheres da Vila. O padre local, então, decidiu oferecer um prêmio em moedas de ouro para a moça que nunca tivesse beijado o galã. Conclusão: nenhuma donzela foi receber o prêmio.

Voltando para os tempos de hoje, se o rapaz italiano tivesse um beijo babado, não iria conquistar as solteiras, pois o segundo maior defeito apontado por elas (26%) é aquele beijo molhado demais. Já os homens (17%) acreditam que o segundo fator que mais quebram o clima é ser interrompido por desconhecidos.
“Esta pesquisa mostra como as mulheres parecem ser mais exigentes com a qualidade dos beijos, pois um grande número das entrevistadas acredita que existem pessoas que não sabem beijar. Mas, ao mesmo tempo, tanto eles como elas, consideram que vale a pena apostar e dar prosseguimento na paquera mesmo quando a primeira experiência não foi boa. Isso é algo importante, pois os solteiros acreditam no fato de que o beijo se aprimora e se ajusta com o tempo”, analisa Marina Simas, consultora de relacionamento do ParPerfeito. “É importante ressaltar também que, por quase unanimidade entre homens e mulheres, o beijo mais idealizado é aquele quente e apaixonado e o mau hálito foi eleito o fator que mais corta o clima. Todos carregam na lembrança aquele beijo que marcou, isso porque o beijo traz conexão, intimidade e entrega, elementos muito importantes para as relações afetivas.”