Servidores da FUMAS concluem curso de Mediação de Conflitos

Uma roda de conversas marcou o último dia do curso de Mediação de Conflitos realizado pelos funcionários do Programa de Suplementação Alimentar da FUMAS. Os encontros – promovidos na sede da Fundação pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), serviram para aprimoramento e desenvolvimento da comunicação pessoal e profissional da equipe.

“O curso foi de 40 horas de duração e o objetivo era trabalhar ferramentas que mostrassem como é importante a adoção da comunicação não-violenta nas nossas vidas, seja no ambiente de trabalho, na nossa casa ou com nossos amigos”, explicou o professor Marcos Eduardo S. Pereira, responsável pelas aulas. “O grande desafio agora é levar todo este aprendizado para a vida lá fora.”

A agente de serviços operacionais, Elaine Souza de Paula, aprovou o curso, que teve 40 horas de duração. “Foi importante para que a gente entendesse que a contribuição que cada um dá ao grupo, à sua maneira, é o que faz com que a engrenagem funcione bem”, destacou, acompanhando a opinião do colega, o cozinheiro industrial José Eduardo Pereira. “Sou muito grato a todos, porque o que aprendi nestas semanas vou levar para a minha vida inteira”.

Ao ouvir alguns dos depoimentos dos servidores, a superintendente da Fundação, Solange Marques, que compareceu ao evento acompanhada da diretora do Departamento de Ação Social, Clayde Almeida, comentou que o curso é uma forma de valorizar o funcionário.

“Entendemos que o ambiente de trabalho tem de ser bom e agradável. Todos trazemos nossos problemas pessoais de casa e temos de lidar com eles, mas passamos mais tempo com nossos colegas de trabalho do que com nossa própria família e por isso é importante, em alguns momentos, parar, respirar e olhar o que pode ser melhorado nessa convivência diária”, ressaltou.