Prefeitura e Guardinha inauguram incubadora

A Associação de Educação do Homem de Amanhã (Guardinha) e a Prefeitura de Jundiaí inauguraram na tarde desta segunda-feira (16) a segunda incubadora de empresas da cidade. A primeira, que fica no bairro do Retiro, abriga empresas de tecnologia e a da Guardinha, situada no Centro, terá empreendedores de comércio e serviços.

A cerimônia de abertura da nova incubadora contou com as presenças do gestor da Unidade de Gestão de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Messias Mercadante, o presidente da Guardinha, Salvador Soares, e representantes da FATEC. O evento também marcou a formatura da segunda turma de Empreendedorismo e Robótica, uma parceria entre a Guardinha, FATEC e Prefeitura, que visa formar jovens do Ensino Médio de escolas públicas por meio de um curso profissionalizante.

A Incubadora de Comércio e Serviços de Jundiaí abrigará empreendedores inovadores em estágio inicial, com apoio da prefeitura. O Termo de Cooperação foi assinado em 24 de setembro passado pelo prefeito Luiz Fernando Machado e pelo presidente da Guardinha. “Começaremos a incubadora com quatro empresas agora em dezembro. Outras duas se juntarão até meados de janeiro de 2020 e mais quatro até o final do mês que vem, totalizando 10 incubadas e preenchendo 100% de nossa capacidade”, revelou Salvador Soares.

Até o final de 2020, um espaço de 800 metros quadrados, no próprio terreno da Guardinha, será modernizado para receber novas empresas. “Esperamos em breve abrir aqui cursos de Meio Ambiente, com apoio da FATEC e da Prefeitura de Jundiaí”, completou o presidente da entidade.

 

Trabalhos

Na cerimônia que marcou a inauguração da nova incubadora de Jundiaí e a formatura dos alunos de Empreendedorismo e Robótica, parte dos estudantes que receberam seus certificados demonstrou seus trabalhos. O grupo formado por quatro meninas apresentou um carrinho movido a controle remoto com sensor que indica quando o veículo se aproxima de objetos de pequeno porte.

O nome do carrinho, Relâmpago Carlinhos, foi inspirado no filme “Carros”. As alunas demoraram um mês para desenvolver todo o projeto. “Fizemos esta atividade extracurricular que pode nos abrir portas num futuro próximo”, disse Analice Oliveira Lopes. “Foi muito bom termos feito o curso, que nos permitiu ter contato com tecnologia de ponta”, ressaltou Aline Cristina Pereira.

Já o grupo de três rapazes mostrou aos participantes do evento um protótipo do conceito de “Casa Inteligente” controlada por aplicativo de celular, seja por “wi-fi” ou por “bluetooth”. As luzes e portas podem ser acionadas com um simples comando do smartphone. “Pretendo seguir carreira em Tecnologia de Informação e estudar mais para chegar ainda mais longe. Fiz um curso rápido, de apenas seis meses, mas muito bom”, contou Vitor Silva dos Santos, um dos autores do projeto do protótipo.