PM prende duas vezes o mesmo ladrão no mesmo local

A Polícia Militar de Jundiaí prendeu duas vezes, no mesmo lugar, o mesmo ladrão. O bandido foi preso uma vez furtando materiais de cobre do antigo Hospital Maternidade na Avenida Jundiaí. Levado para a Cadeia, o criminoso foi solto para responder em liberdade e aproveitou a falha na legislação para voltar ao mesmo prédio, para “terminar o serviço”.

Na noite de domingo (19) os policiais militares do 11º Batalhão de Polícia Militar do Interior realizavam patrulhamento em Jundiaí, quando receberam informações do COPOM (Centro de Operações da Polícia Militar) sobre homens em atitude suspeita, que haviam pulado um muro de um imóvel desativado, onde funcionava um hospital particular, na Avenida Jundiaí.

Pelo local, com apoio de outras equipes, iniciaram vistoria no imóvel, sendo que pelo térreo do prédio localizaram uma pessoa e realizaram abordagem policial.

Durante busca pessoal, nada de ilícito foi encontrado, porém ele trazia consigo uma sacola plástica contendo oito partes de tubulações de cobre, quatro placas utilizadas em eletroeletrônicos, aproximadamente seis metros de fios de cobre, dois pontos de postos de parede internos para ar comprimido e uma central de alarme, além de ferramentas para desmontar e cortar os materiais hospitalares.

Após breve entrevista, o abordado declarou estar sozinho no local para furtar o cobre e posteriormente vender para consumir drogas.

O detido já havia sido preso pela Polícia Militar no mesmo local furtando materiais na companhia de um comparsa no dia 26 de dezembro de 2019.

Os policiais militares continuaram com as buscas no imóvel para verificarem se haviam outros infratores no local, quando no prédio ao lado, também sendo parte do antigo hospital, localizaram dois homens em um banheiro, no segundo andar.

Foi realizada a abordagem policial e durante a revista pessoal, encontrado com o primeiro uma mochila contendo aproximadamente 5 quilos de fios de cobre, um tudo de cobre, uma faca e uma serra. Com o segundo abordado foi encontrado aproximadamente 1,3 quilos de fios de cobre, dois alicates, duas chaves Philips e um martelo.

Questionados sobre os materiais e as ferramentas, confessaram que estavam ali para praticarem o furto e recolherem os materiais que o criminoso detido no primeiro prédio já havia cortado anteriormente.

Diante dos fatos foi dada voz de prisão aos detidos e conduzidos ao plantão policial, onde foi elaborado o boletim de ocorrência sobre o flagrante de furto qualificado, conduzidos após o procedimento ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista, permanecendo à disposição da Justiça.