Trem rápido para SP será da iniciativa privada

O governador João Doria já definiu com a Secretaria de Transportes do Estado o método para implantação do Trem Intercidades, que ligará São Paulo a Jundiaí e Campinas. O sistema será transferido para a iniciativa privada, que fará todos os investimentos necessários em trens, linhas e estações.

De acordo com a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), em nota enviada ao “Jornal da Região”, até o final desse ano o processo de licitação internacional será colocado à disposição dos interessados, que devem investir na linha 7 – Rubí.

No percurso entre a estação Barra Funda e Campinas, serão cerca de 100 km com trens rápidos fazendo o trajeto em aproximadamente uma hora.

O governador João Doria quer um sistema semelhante ao de Miami, nos Estados Unidos, que é explorado pela iniciativa privada por meio de concessão e considerado de alta qualidade.