Motoboys querem evitar lei que proíbe buzina

Motoboys de Jundiaí dispararam convocação para os companheiros comparecerem na Câmara Municipal na noite desta terça-feira (04). Eles são contra uma lei do vereador e delegado Paulo Sérgio Martins, que proíbe o uso de buzinas para avisar da chegada de encomendas (como pizzas e refeições), no período noturno, prevendo multa de R$ 8 mil.

O motoboy Xororó disse que é contra a medida. Ele disse que as entregas são feitas até por volta de 22 horas. A buzina serve para avisar o cliente que chegou o pedido.

“Nós já temos um rendimento reduzido em Jundiaí nos serviços de entregas, que mal dá para manter as despesas das motos. Se tiver mesmo essa multa de R$ 8 mil fica inviável trabalhar”, comentou.

O vereador Paulo Sérgio justificou no projeto de lei que o objetivo é respeitar a lei do silêncio e do sossego. Ele incluiu na lei os vigilantes, que utilizam apitos e buzinas à noite toda, incomodando os moradores dos bairros da cidade.

A sessão da Câmara Municipal tem início às 18 horas.