Polícia Civil de Várzea esclarece assassinato de idoso

A Polícia Civil de Várzea Paulista esclareceu o homicídio de um idoso ocorrido no dia 29 de dezembro de 2019, quando a vítima foi jogada de uma altura de 5 metros no campo de futebol da Vila Guarani.

Naquele dia, por volta das 10 horas, a vítima, Ulisses Rodrigues, de 77 anos, estava sentado em um campo de futebol quando foi agredido por suspeitos, sendo arremessado de um barranco.

Com a queda, após bater a cabeça em uma mureta de concreto, a vítima foi encaminhada em estado grave ao Hospital São Vicente de Jundiaí e faleceu por traumatismo crânio-encefálico no dia 3 de janeiro de 2020.

Policiais Civis do Setor de Investigações da Delegacia de Polícia de Várzea Paulista, chefiados pelo delegado Dr. Rafael Diório Costa começaram as primeiras diligências no município na busca dos autores.


Briga

Através dos trabalhos investigativos, os policiais identificaram testemunhas e provas técnicas que foram juntados aos Autos do Inquérito Policial e ao final, identificaram um suspeito, também morador do município que confessou a pratica criminosa em seu interrogatório.

Segundo o Delegado, o “investigado foi ouvido em interrogatório, apontando toda a ação que levou na morte do idoso, dizendo que agiu sozinho e empurrou a vítima daquela altura devido a um desentendimento. Apesar do idoso possuir limitações para andar, pois usava bengala, o investigado estava muito alterado e por esse motivo acabou agredindo e empurrando o idoso”.

Também declarou em seu interrogatório que os outros colegas somente o tentaram retirar do local, devido à “sua alteração comportamental”

Acrescentou o Delegado (foto) que outras provas testemunhais e materiais corroboraram com o indiciamento e com a verdade real dos fatos, principalmente imagens de monitoramento que captaram as imagens da ação.

No encerramento do inquérito, deliberou o Delegado de Polícia que pelo fato do indiciado estar em plena vontade e consciência, e ainda, assumido o risco em ter empurrado a vítima daquela altura, G.H.S foi indiciado por Homicídio Doloso na modalidade dolo eventual, sendo inclusive representado por sua prisão cautelar.

Encerradas as investigações pela Delegacia de Polícia, agora o Inquérito policial será encaminhado ao Juízo competente para a apreciação do titular da ação penal.

Morre idoso espancado por travestis em Várzea

%d blogueiros gostam disto: