Alunos do CMEJA já usam novo kit de material

As entregas dos kits de material escolar, iniciadas na semana passada pela Prefeitura de Jundiaí, chegaram aos alunos do Centro Municipal de Educação de Jovens e Adultos (CMEJA), do Complexo Argos. Os alunos do Ensino Fundamental e Médio já usam os cadernos, canetas, lápis, borracha entre outros itens nas aulas realizadas nos períodos da manhã, tarde e noite. Ao todo, são 38 mil alunos da rede municipal atendidos pela Unidade de Gestão de Educação que receberão o kit de material escolar, determinado para cada ciclo de ensino, com uso individual ou comum.

Maria Cícera Silva Torres, 57 anos, voltou a estudar no ano passado. Quando criança, não pôde dar continuidade ao ciclo Fundamental e parou de estudar no 3º ano. “Naquele tempo tive de parar para ajudar em casa. Morava no interior de São Paulo, na cidade de Pacaembu. Só no ano passado, tive a oportunidade de voltar a estudar a partir do CMEJA, que é gratuito e de qualidade. Até o material já recebi”, comemora a dona de casa, que tem dois filhos adultos.

Assim como a dona de casa, todos os demais alunos das salas do Complexo Argos receberam os materiais escolares. Segundo a coordenadora pedagógica, Fernanda Mesquita, os itens entregues são específicos para o público adulto, com caderno universitário capa dura, apontador, borracha, lápis grafite, régua e demais itens necessários para cada as turmas do ensino fundamental ou ensino médio.

De acordo com a diretora da Educação de Jovens e Adultos, Carolina Copelli Tamassia Ricci, a oferta do material escolar é bem-vinda para os estudantes. “O benefício, além de promover a igualdade entre os estudantes, gera economia para as famílias, pela qualidade oferecida”, destaca.

Segundo a gestora Vastí Ferrari Marques, a disponibilização dos materiais segue nas unidades escolares. “Todos os materiais foram adquiridos pensando em oferecer o melhor para os estudantes e específicos para cada faixa etária”, comenta a gestora, que ainda destaca o Programa Escola Inovadora, desenvolvido desde 2017 nas unidades, com foco na qualidade do ensino, do ambiente e da formação contínua dos educadores. As ações renderam à cidade a primeira colocação na avaliação da Consultoria Macroplan, no Índice de Desafios da Gestão Municipal, no quesito Educação.