O bairro da Luz Vermelha de Amsterdã está cheio de máscaras

A chegada do Coronavírus afetou todos os mercados, inclusive o do sexo. No distrito da Luz Vermelha – tradicional ponto turístico de Amsterdã, na Holanda -, os clientes agora utilizam máscaras e querem evitar o contato físico com as famosas garotas que se exibem nas vitrines. O mesmo vem ocorrendo em Campinas, no bairro do Jardim Itatinga, onde as ruas ficaram vazias e não se vê mais ninguém.

De acordo com a Câmara de Vereadores de Amsterdã, os clientes da rua mais famosa do País estão desaparecendo com a chegada do Coronavírus.

Os turistas querem segurança nos encontros e utilizam máscaras ao se aproximarem das cerca de 400 garotas que ficam nas vitrines. Elas reclamam  que agora os homens só tiram fotos e vão embora. Isso afetou nos negócios.

No Jardim Itatinga (foto) , em Campinas, as garotas também estão deixando as casas, em busca de locais mais seguros para atender seus clientes.

Algumas delas investem em apartamentos ou fazem parcerias com motéis, para atender quem procura por seus serviços.

Portais como o br.mileroticos.com advertem que práticas como as dos clientes em Amsterdã são muito arriscadas e devem ser evitadas, desde que as autoridades de saúde considerem o momento apropriado.