Carrefour deve suspender vendas de itens que não são de supermercado

A Prefeitura de Jundiaí vai intensificar a fiscalização em todos os hipermercados, para que cumpram o Decreto Municipal número 28.920, que determina situação de emergência na cidade para o enfrentamento do coronavírus, evitando assim aglomerações e exageros na venda de itens não essenciais.

Em nota técnica divulgada na tarde desta quinta, a Prefeitura proibiu a venda de produtos não essenciais para os clientes nos estabelecimentos que comercializam gêneros de primeira necessidade, tampouco fazer promoções ou liquidações desses produtos, inclusive dos ovos de Páscoa, durante as restrições estabelecidas nos Decretos Municipais, a fim de não servir como atrativo para a concentração de pessoas.

A medida vem ao encontro à reivindicação da Associação Comercial Empresarial (ACE) de Jundiaí, que nesta semana encaminhou ofício à Prefeitura solicitando a reavaliação das normas de funcionamento destes estabelecimentos, uma vez que vendem eletrodomésticos, roupas, sapatos, flores e outros artigos não essenciais, estimulando a concorrência desproporcional e prejudicando os pequenos empreendedores que fecharam as portas em cumprimento aos decretos municipais.

Em entrevista à Rede TV TEC, o gestor da Unidade de Governo e Finanças, José Antônio Parismoschi, disse que os hipermercados estão autorizados a vender itens de primeira necessidade e não pode haver exageros. “Há locais fazendo promoções de eletrodomésticos, vendendo roupas, pneus e isso não pode”, disse. “O mercado não pode virar shopping. A Prefeitura vai agir e, se precisar, baixar as portas do estabelecimento.”

Este foi um dos assuntos tratados em reunião realizada nesta quinta-feira, na Prefeitura, da qual participaram o presidente da ACE Jundiaí, Mark William Ormenese Monteiro, além de representantes de sindicatos e outras entidades representativas do comércio e indústria, para darem andamento  ao plano de ação econômico para preservar empresas e empregos do município.

Outras informações sobre as determinações referentes aos mercados: NOTA TÉCNICA_003_Covid-19_08-04-2020

Nota da Prefeitura de Jundiaí

A Unidade de Gestão de Governo e Finanças informa que foi realizada nesta quinta-feira (09) uma ação conjunta pela Fiscalização do Comércio, com apoio da Vigilância Sanitária e Guarda Municipal num hipermercado, para apuração de denúncias recebidas através do canal Disk-Coronavírus.

Verificou-se que o estabelecimento, embora tenha adotado medidas de segurança sanitária – como a higienização dos carrinhos e das mãos dos frequentadores com álcool em gel, utilização de demarcações de distanciamento no solo e orientações transmitidas via sistema de som interno – as ações mostraram-se insuficientes no contingenciamento de público dentro do local, inclusive, com a presença de muitos idosos e crianças.

O estabelecimento foi notificado para que seja interrompida imediatamente a venda de eletroeletrônicos, eletrodomésticos, brinquedos, vestuários, acessórios para veículos e plantas, e apenas sejam comercializados itens considerados de primeira necessidade (como artigos de higiene e alimentação).

A UGGF informa ainda que seguirá com as fiscalizações e continuará realizando as vistorias nos demais supermercados e outros segmentos para checar se estão sendo seguidas todas as recomendações feitas através dos últimos decretos municipais.

 

Prefeitura manda Fiscalização e Guarda no Carrefour