Assistência orienta sobre o Auxílio Emergencial

Devido à procura de munícipes que buscam informações acerca do Auxílio Emergencial de R$ 600 no Cadastro Único e nas seis unidades dos Centros de Referência de Assistência Social, a Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social traz orientações para a população, já que esses equipamentos não fazem a operacionalização nem tem ligação direta com o pagamento desse benefício.

O Auxílio Emergencial é um benefício ligado ao Ministério da Cidadania, cujo pagamento é operacionalizado pela Caixa Econômica Federal e que toma como base de referência o dia 20 de março deste ano. Têm direito a ele todas as pessoas que já possuem Cadastro Único ou que tenham rendas mensais per capita (por pessoa) de até R$ 522,50 ou familiar de até R$ 3135.

Para os casos de pessoas que possuem Cadastro Único e recebem Bolsa Família, o Governo Federal irá depositar o Auxílio Emergencial diretamente na conta bancária indicada, na mesma data em que o BF já era depositado. O governo federal selecionará o auxílio mais vantajoso para a família.

Já para pessoas que possuem o Cadastro Único ativo, ainda que com pendência de atualizações, mas que não recebiam o BF e estão nos critérios do Auxílio Emergencial (por exemplo: corte de renda, não ter trabalho formal, não receber benefício do INSS, BPC/LOAS, entre outros) o Auxílio será depositado em conta Caixa ou Banco do Brasil identificadas pelo Caixa, ou será criada uma poupança digital pela Caixa, que irá definir também para os beneficiários o calendário de depósitos.

Já para os cidadãos que se enquadram nos critérios, mas não possuem Cadastro Único, a indicação é para que façam sua inscrição na plataforma do Auxílio no site da Caixa e aguardem as orientações do Ministério da Cidadania. O resultado da solicitação pode ser acompanhado pelo próprio aplicativo/site Auxílio Emergencial.

O diretor de Vigilância Social, Marcelo Canale, informa que muita gente após ter feito as solicitações do Auxílio tem ido até os CRAS e Cadastro Único para pedir informações. “No entanto, também para evitar a circulação das pessoas e aglomerações, orientamos que as pessoas aguardem para que dê o tempo de dias úteis necessários para que o Ministério da Cidadania possa processar os dados e os envie para a Caixa. Isso pode levar até dez dias corridos”.

Marcelo explica também que muitos munícipes não têm conseguido fazer a inscrição no site da Caixa, mas por problemas com o CPF. “Para os cidadãos que não estão quites com a Justiça Eleitoral, por não terem votado nas últimas eleições, a Receita tem regularizado automaticamente as pendências e sugerimos que tentem novamente. Já para os cidadãos que tenham problemas no registro, como erro nas grafias de nomes ou datas de nascimento, a Receita também disponibilizou a regularização cadastral online. Já também para os casos de munícipes que tenham filhos sem CPF, também está disponível sistema online para inscrição de 1ª via do documento”.

A Caixa Econômica disponibiliza ainda em seu site um ambiente com as principais perguntas sobre o Auxílio.

 

Cadastro Único

Devem procurar o serviço somente as pessoas que tiveram suspensão de seus benefícios anterior ao dia 20 de março. A partir desta data, pelo período de 120 dias o Ministério da Cidadania não irá suspender os pagamentos de benefícios para quem não estiver com o Cadastro atualizado, ficando, portanto, a critério do munícipe realiza-lo neste período ou não.

 

CRAS

Seguem com atendimento, como avaliação socioassistencial, encaminhamentos, auxílio para pessoas em situação de vulnerabilidade, além do agendamento para atendimento sobre Cadastro Único, podendo o munícipe privilegiar o contato por telefone antes de se deslocar ao equipamento de referência. Seguem os telefones:

Cras Central – telefone: 4522-1033/ celular: 94088-7365;

Cras Novo Horizonte – telefone: 4817-3998/ celular: 94088-7399;

Cras Santa Gertrudes – telefone: 4537-2981/ celular: 94087-4528;

Cras São Camilo – telefone: 4526-8609/ celular: 94087-4526;

Cras Tamoio – telefone: 4527-3900/ celular: 94088-7395;

Cras Vista Alegre – telefone: 4815-3662/ celular: 94087-4564.