Vacinação de caminhoneiros vai até esta sexta (24)

A campanha de vacinação contra a gripe Influenza, focada nos caminhoneiros, teve início nesta quinta-feira (23) e vai até sexta na Estrada da Saúde, no km 56 da Rodovia dos Bandeirantes (sentido Interior-Capital), junto ao posto Graal, das 9h às 16h.

A Prefeitura de Jundiaí, por meio da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), está imunizando estes profissionais que passarem pela cidade, contribuindo para a exclusão diagnóstica nos casos que apresentem síndrome gripal.

“Com o aumento da circulação da COVID-19 no Brasil, buscamos vacinar um público que tem dificuldades para se cuidar e que está em constante movimento, sem possibilidade de isolamento social”, afirma a enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Maria do Carmo Possidente.

O caminhoneiro Cleber Mainardi, que mora em Uruguaiana (RS), estava no posto da Rodovia dos Bandeirantes na manhã desta quinta-feira e foi vacinado contra a gripe. “Vou para o Chile ou para a Argentina, onde é frio, e agora viajarei mais tranquilo. Estou trabalhando e é bom estar protegido”, revelou.

Ademir Cestari, residente em Itu, foi imunizado antes de seguir viagem para São Paulo. “Sou autônomo e não posso ficar parado. Por isso aproveitei que parei no posto para me vacinar contra a gripe”, completou.

 

Cronograma

Jundiaí segue o cronograma do Ministério da Saúde, responsável pelo envio das doses disponibilizadas à população.

A imunização foi iniciada de forma exclusiva para idosos e, desde o último dia 16, tem como público-alvo os portadores de doenças crônicas. Para reduzir a aglomeração, evitar a exposição do público mais vulnerável em ambiente onde possa haver pessoas com sintomas gripais em busca de atendimento e facilitar o acesso, a vacinação seguirá ocorrendo das 8h às 12h, em postos itinerantes.

A terceira fase, a partir de 9 de maio, atenderá os professores das redes pública e privada, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas (mulheres após o parto), povos indígenas, adultos com idades entre 55 a 59 anos e pessoas com deficiência.