Decreto define comércio em horário reduzido

Após o anúncio do governador João Dória de um novo modelo de quarentena no Estado de São Paulo, o prefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado, divulgou nesta sexta-feira os protocolos para a reabertura de algumas atividades no município.

Pelo Decreto nº 29.026 ficam liberados para funcionar, ainda com restrições: imobiliárias, concessionárias e revendas de veículos e motocicletas, escritórios, comércio e shoppings. Em praças de alimentação, restaurantes e cafés de shoppings não será permitida a consumação no local, somente delivery e takeaway.

Todos os setores seguirão restrições, trabalhando com capacidade reduzida em 20%. Os horários de funcionamento determinado pela Prefeitura de Jundiaí são:

· Comércios de rua: das 9h30 às 15h30, com jornada reduzida de funcionamento (máxima de 6 horas – segunda a sábado); com limitação de entrada e permanência de pessoas a 20% da capacidade do estabelecimento. Deve-se barrar a entrada de pessoas que não estejam utilizando máscara de proteção facial.
· Shoppings centers: jornada reduzida de funcionamento (máxima de 6 horas, disposta entre 14h e 20h – segunda a sábado); com limitação de entrada e permanência de pessoas a 20% da capacidade do estabelecimento, mesmo em áreas externas ou abertas, realizando o controle de acesso, seja por meio de senha, contagem ou outras formas de controle;
· Imobiliárias, escritórios, concessionárias e revendas de veículos e motocicletas: não foi determinado horário, deve-se funcionar com jornada reduzida (máxima de 6 horas e limitação de entrada e permanência de pessoas a 20% da capacidade do estabelecimento.

O presidente da Associação Comercial Empresarial (ACE) de Jundiaí, Mark William Ormenese Monteiro afirma que a flexibilização anunciada é um progresso para a economia do município. “O cenário é muito crítico, com a parada das atividades muitos comerciantes estão com faturamento zero e terão dificuldades nesta retomada.”

Pelo Plano São Paulo do Governo do Estado, a retomada foi dividida em cinco fases com diferentes escalas de capacidade e horário de atendimento. As fases vão do nível máximo de restrição de atividades não essenciais (vermelho) a etapas identificadas como controle (laranja, situação de Jundiaí) flexibilização (amarelo), abertura parcial (verde) e normal controlado (azul).

Mark ressalta que é importante que os protocolos determinados pela Prefeitura de Jundiaí sejam respeitados para garantir uma retomada segura para empresários, seus colaboradores e consumidores. “Os empresários devem se atentar com o cumprimento das regras para evitar novos contágios mas também para garantir que o consumidor se sinta seguro em frequentar os estabelecimento”, diz. “E com isso poderemos entrar nas outras fases o quanto antes.”