Várzea Paulista suspende as aulas na Fase Vermelha

As aulas presenciais da rede municipal de ensino de Várzea Paulista ficarão suspensas até o dia 19 de março, devido o retorno do município e todo o Estado a Fase 1 (Vermelha – de alerta máximo) do “Plano São Paulo”. O sistema de aprendizado prossegue Plataforma Educacional, sistema online de aprendizagem de Prefeitura de Várzea Paulista.

A medida considera a necessidade de zelar e cuidar da vida dos membros da comunidade escolar e, paralelamente, manter ativo e operante o Sistema Municipal de Educação de Várzea Paulista.

A Prefeitura recomenda que as aulas da rede privada também sejam suspensas durante a fase vermelha, até o dia 19 de março.

Plataforma Educacional

Os pais devem acessar o link http://www.varzeapaulista.sp.gov.br/portalcidadao e fazer o login. Caso ainda não tenham a senha, é necessário fazer o cadastro na opção “Registrar-me”.

Após fazer o login, os pais devem acessar o item “Serviço”. Em seguida, precisam clicar em “Educação” e, na página seguinte, “Educação a Distância”. No link, já poderá ser acessada a nova plataforma.

Para saber mais, acesse: https://portal.varzeapaulista.sp.gov.br/2020/04/14/prefeitura-disponibiliza-ferramenta-de-ensino-a-distancia-nesta-quarta-15/

Aulas na rede estadual prosseguem

As aulas nas escolas estaduais prosseguem, seguindo o limite de ocupação de até 35% para atender os alunos em situação de vulnerabilidade, formado por alunos que têm necessidade de se alimentar na escola; os que possuem dificuldades de acesso à tecnologia ou não têm os equipamentos necessários para estudar remotamente.

Ainda terão prioridade os estudantes com a saúde mental em risco e aqueles com severa defasagem de aprendizagem ou que fazem parte da educação especial. Da mesma forma, será priorizada a presença dos alunos cujos responsáveis trabalhem em serviços essenciais, como a área da Saúde.

A frequência presencial não é obrigatória e o ensino remoto será mantido, com aulas transmitidas diariamente pelo Centro de Mídias da Secretaria de Educação do Estado.

Os cursos da área de saúde em universidades também estão mantidos.