Supermercados são proibidos de abrir na Baixada Santista

(FOLHAPRESS) – As nove cidades da Baixada Santista anunciaram medidas mais restritivas para tentar controlar as infecções por Coronavírus a partir de terça (23). Supermercados não poderão abrir aos finais de semana e feriados e serviços de delivery só poderão funcionar até as 22h. Em Jundiaí o prefeito Luiz Fernando Machado anunciou que não vai adotar fechamento de supermercados, mas a Fase Emergencial do Governo do Estado deve ser respeitada à noite, para evitar aglomerações.

As novas restrições na Baixada Santista são também mais uma forma de desestimular viagens para as cidades litorâneas. A Operação Descida foi suspensa pela Artesp no Sistema Anchieta e Imigrantes.

A decisão de fechar supermercados foi tomada em conjunto nesta sexta (19) pelo Condesb (Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista). As medidas valem por 13 dias, de terça (23) até 4 de abril.

Os supermercados das nove cidades só poderão funcionar até as 20h de segunda à sexta.

Aos sábados, domingos e feriados, só podem funcionar com delivery. A mesma regra se aplica a padarias, açougues e mercearias.

O serviço de entrega só poderá funcionar até as 22 horas. Serviços de drive thru também estão suspensos.

Só poderão funcionar todos os dias e em qualquer horário farmácias, postos de combustível (com lojas de conveniência fechadas), comércio de insumos médico-hospitalares, delivery de medicamentos e serviços de transporte individual, como táxis e veículos de aplicativo.

Durante esses dias, hotéis, pousadas e motéis só podem atender clientes corporativos. Os estabelecimentos devem manter todas as áreas de lazer fechadas.

Os bancos também não poderão abrir para atendimento, só será permitido o uso dos caixas de autoatendimento.

As cidades também decidiram por regras mais rígidas para impedir a circulação de pessoas. Quem for abordado fora de casa deverá apresentar documento que justifique estar em atividade essencial.

Ônibus do transporte público não irão funcionar aos sábados, domingos e feriados. Durante a semana, eles funcionarão com horário reduzido pela manhã e ao fim do dia, os horários serão definidos por cada cidade.

Segundo o conselho, quem circular pela cidade deverá apresentar nota fiscal de compra ou prescrição médica de remédio, atestado de comparecimento a uma unidade de saúde, carteira de trabalho ou documento que comprove a prestação de serviço autorizado no decreto, tíquete ou imagem da passagem de ônibus ou ainda comprovação de urgência ou necessidade inadiável por qualquer meio.

“São medidas duras mas que, infelizmente, temos que tomar agora para preservar vidas. Os especialistas nos passaram um quadro assustador”, disse Rogério Santos (PSDB), prefeito de Santos e presidente do conselho.

O governo estadual anunciou nesta sexta que está suspensa a operação descida do sistema Anchieta-Imigrantes. Há o temor de uma ida em massa ao litoral depois da decisão da prefeitura paulista de adiantar feriados.

Na tarde desta sexta, o prefeito de Santos já havia feito apelo para que as pessoas não viagem. “É momento de pedir, não saiam de casa, não venham para a Baixada Santista.”

 

Foto: Motoboy Xororó

%d blogueiros gostam disto: