Cidades da região voltam para a Fase Vermelha na segunda-feira (12)

Alinhadas ao Plano São Paulo de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, as cidades da região de Jundiaí devem voltar para a Fase Vermelha a partir de segunda-feira (12).

Jundiaí publicou nesta sexta-feira (09) um decreto específico. Entre as alterações está  a permissão de retirada de produtos para shoppings, comércio, restaurantes e outras atividades. Contudo, continuam em vigor a restrição de atendimento presencial em todos os serviços não essenciais e o toque de recolher das 20h às 5h.

Outras mudanças incluem a permissão de realização de campeonatos esportivos profissionais após às 20h com testagem e protocolos sanitários mais rígidos e o atendimento presencial em comércio de materiais de construção.

O Decreto traz também a recomendação de escalonamento na entrada e saída de trabalhadores das áreas da indústria, serviços e comércio; a obrigatoriedade de teletrabalho para todas as atividades administrativas; e a proibição de celebrações religiosas coletivas.

Em Jundiaí, as aulas das escolas municipais permanecem em sistema remoto até 16 de abril, com a entrega de atividades impressas para as famílias que não possuem acesso aos recursos tecnológicos, como tem sido feito até o momento. O retorno gradual das aulas, em sistema híbrido, dependerá do cenário pandêmico local.

A Unidade de Gestão de Educação (UGE) segue as orientações do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC) de Jundiaí, além do Plano São Paulo. Desde a última quarta-feira (07), as Emebs estão abertas para receber exclusivamente alunos que precisam da alimentação escolar.

 

VÁRZEA PAULISTA

No município de Várzea Paulista, o anúncio foi feito em coletiva de imprensa da gestão estadual na última sexta-feira (09).

Na prática, a medida permite o retorno das atividades presenciais nas escolas das redes públicas e privadas – desde que autorizadas pelas prefeituras, a abertura de alguns serviços essenciais que estavam vetados e competições esportivas profissionais.

O funcionamento de bares, restaurantes, academias, salões de beleza e celebrações religiosas presenciais, continuam vetados.

Voltam a funcionar:

  • Serviços de retirada de comida diretamente em restaurantes e lojas, sistema ‘take away’;
  • Reabertura das lojas de material de construção;
  • Escolas poderão receber alunos presencialmente desde que autorizadas pelas prefeituras;
  • Aulas na rede estadual retornam dia 14 de abril;
  • Retomada de eventos esportivos, como futebol, sem a presença de público e seguindo restrições.

O que permanece restrito?

  • Proibição de cultos religiosos presenciais;
  • Recomendação de teletrabalho;
  • Recomendação do escalonamento de horários alternados para os setores de serviços, do comércio e da indústria;
  • Toque de recolher das 20h às 5h.

 

ITUPEVA

Segundo o Decreto Municipal 3.332 de 9 de abril de 2021, de Itupeva, com o retorno à fase vermelha, veja o que pode e o que não pode:

  • Volta a permitir a retirada de produtos pelo consumidor diretamente nos locais de venda, como comércios, restaurantes e outras atividades, Porém, o atendimento presencial e venda no local continuam proibidos em todos os estabelecimentos.
  •  As lojas de construção, que são serviços essenciais, podem voltar a contar com atendimento nas lojas segundo protocolos sanitários e de segurança.
  •  Também estão liberados os campeonatos esportivos profissionais a partir desta sexta (9), mas apenas após as 20h, reforço na testagem e normas mais rigorosas de controle para atletas e integrantes de comissões técnicas e arbitragem (sem público mas apenas com transmissões)

Outras proibições da fase emergencial acabaram incorporadas à etapa vermelha e continuam em vigor.

  • Toque de recolher noturno
  • Veto a celebrações religiosas coletivas
  • Recomendação de escalonamento de horários de entrada e saída para trabalhadores da indústria, serviços e comércio
  •  A recomendação de teletrabalho também continua para todas as atividades administrativas do setor público e da iniciativa privada.