Complicações da Covid causaram as mortes de marido e mulher

No dia 8 de abril morreu, em Jundiaí, o comerciante Domingos Olaia, de 74 anos, o “Mingo”. Ele era casado com dona Leonilda “dos salgadinhos” da Vila Comercial, 68 anos, que faleceu na madrugada desta sexta-feira (23) de complicações da Covid.

Eles deixaram os filhos Marcela, Érica e Flávio, que chegaram a mandar mensagem ao “Jornal da Região” falando de como foi esse período e declarando amor aos dois. Veja abaixo.

Domingos era dono de um bar e lanchonete na rua Ibiporã, na Vila Comercial e fazia um dos melhores lanches da cidade.

Mingo caprichava em todos os ingredientes. Ao lado da esposa construíram uma bela família e Leonilda virou uma das melhores na produção de salgados, fornecendo para buffets de Jundiaí e região.

Muitos casamentos foram celebrados com os salgadinhos de dona Leonilda nas festas. Um dos clientes era o Buffet do Miro’s.

Domingos ficou intubado por 16 dias por causa da Covid. Ele teve complicações e foi necessária uma cirurgia.

Dona Leonilda também foi para intubação.

A filha, Marcela, disse que os pais foram maravilhosos e deram bons ensinamentos aos filhos. Eles sempre foram religiosos, frequentavam a igreja católica da Vila Comercial.

Veja a mensagem dos filhos sobre a morte do pai, no início do mês:

“Inicialmente é só uma gripezinha ou um “virose” sim, mas depois pode se tornar fatal.

Foi o que aconteceu com Domingos Olaia, que contraiu o Covid da esposa que apresentou uma gripe leve por alguns dias e ao ser internada passou pela fase de uso do oxigênio.

Domingos começou com sintomas gripais leves e iniciou o tratamento em casa após ter passado por diversas consultas e exames.

Foi internado dia 30/03 com falta de ar, baixa saturação e teve que ir pra a UTI. Devido a uma trombose na perna, teve que ser submetido a uma cirurgia de emergência.

Os filhos deixaram uma mensagem nas redes sociais de agradecimento para comunicar a partida do pai, pois muitos se uniram a eles em oração.

“Sem imaginarmos o que estava prestes a acontecer, um dia antes de sua partida, nos conectamos para o último “EU TE AMO”.

Gostaríamos de agradecer todas as mensagens de carinho, pelas orações, pelo apoio que temos recebido e a equipe médica da Unimed Jundiaí. Nosso pai, nosso herói descansou! Após nossa visita virtual do dia 07/04, passou por uma cirurgia cardiovascular de emergência e devido ao quadro do Covid ter se agravado, não suportou e seu coração parou às 12h10 de 08/04. Foram 74 anos muito bem vividos, intensos, de muito amor e sinceridade.

Lutou muito, foi temente ao amor de Deus até o último minuto com seu terço nas mãos. Nos deixou muitos ensinamentos. E como ele dizia: Cada um deve seguir com sua missão. A minha tá terminando. Já vivi tudo o que tinha para viver. Estou feliz!

Vá em paz Mingo Olaia, amado pai, guerreiro, nosso orgulho, nossa referência!

Te amaremos eternamente!” (Filhos:Marcela, Érica e Flávio)”

%d blogueiros gostam disto: