Grupo entrega carta ao governador cobrando regularização em área da Mata Ciliar

Um grupo de apoio à Associação Mata Ciliar aproveitou a visita do governador do Estado, João Doria (PSDB), em Jundiaí nesta sexta-feira (6), para entregar uma carta exigindo a regularização da área de 297.500 m² para uso da entidade, conforme prometido pelo vice-governador, Rodrigo Garcia, em agosto de 2020.

A carta também foi entregue ao prefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado (PSDB), solicitando que a entidade se mantenha no local que ocupa atualmente, conforme anuncio do próprio prefeito no dia 21 de maio, “protegendo assim a Serra do Japi da expansão imobiliária no entorno do aeroporto.

Por fim ela pede apoio e tranquilidade para que a Mata Ciliar continue desenvolvendo o trabalho de excelência com o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), Criadouro Científico e Centro de Felinos Neotropicais. A entidade desenvolve atividades em parceria com órgão públicos, com destaque para o resgate e reabilitação de animais silvestres. Atualmente são abrigados mais de 2 mil animais no CRAS.

Assinam a carta o Coletivo Japy e Sociedade Pela Mata Ciliar.


Disputa judicial

A disputa judicial entre a Mata Ciliar e a VOA SP, concessionária que administra o aeroporto Comandante Rolim Adolfo Amaro, continua. A concessionária entrou recentemente com recurso para a reintegração imediata da área, bem como o segredo de justiça sob o processo em trâmite.

A concessionária do aeroporto de Jundiaí almeja a remoção imediata da Mata Ciliar e os animais abrigados. Comforme documentos da própria empresa juntadas no processo, a VOA-SP planeja construir um complexo comercial para pilotos, usuários do aeroporto e seus associados, com previsão de instalações hoteleiras, quadras esportivas e lojas onde atualmente a Mata Ciliar mantém o seu trabalho, há cerca de 30 anos.

%d blogueiros gostam disto: