Corpo encontrado em Várzea é identificado pelo IML como sendo do taxista Félix

O Instituto Médico Legal (IML) da Capital, por meio do Departamento de Antropologia, confirmou que o corpo encontrado no matagal do Jardim Bahia no dia 19 de julho é do taxista Félix de Souza Silva, de 77 anos, morador do Jardim Continente, em Várzea Paulista que estava desaparecido desde o dia 14 de janeiro.

Na época o “Jornal da Região” publicou a notícia do desaparecimento e houve grande mobilização, porque o taxista era muito conhecido. Ele saiu de casa de manhã, numa sexta-feira, sem levar absolutamente nada.

Ele foi procurado na casa de amigos, de parentes e nas proximidades, mas ninguém tinha informações.

Com a localização do corpo pela Guarda Municipal de Várzea, os delegados da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí, Rafael Diorio Costa e Josias Guimarães, mobilizaram equipes de policiais para tentar esclarecer a morte e identificar a vítima.

Com a ajuda da família, que levou a ficha do dentista onde Félix tratava, os peritos do Departamento de Antropologia conseguiram comprovar pela arcada dentária que se tratava do taxista desaparecido.

A família informa que o Velório de Félix ocorre nesta terça-feira, dia 26, a partir das 14 horas no Cemitério Memorial Parque da Paz, na Rodovia Tancredo Neves, no bairro do Castanho, em Jundiaí. O sepultamento foi programado para às 17 horas.

Félix deixou um filho e uma filha.

 

Corpo é encontrado em matagal no Jardim Bahia

 

%d blogueiros gostam disto: