Jundiaí habilita três projetos no Prêmio Evidência e Troféu IMDS

A Prefeitura de Jundiaí participou do Prêmio Evidência e Troféu IMDS – Mobilidade Social da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e teve seus três projetos inscritos habilitados e bem avaliados na etapa de classificação: Política Pública da Criança na Cidade, Gestão do Bem-Estar Animal (GBEA) e SUS C.O.M. VC. O prêmio tem como foco reconhecer políticas públicas feitas com base em dados e em indicadores de monitoramento no país todo.

Política Pública da Criança na Cidade ficou em 11ª lugar, o projeto é do Departamento de Urbanismo da Unidade de Gestão de Planejamento Urbano e Meio Ambiente (UGPUMA). “Trata da abordagem urbanística dessa política como ações como plano diretor, plano de bairro, programa Entre a Casa e a Escola, arborização de calçadas, qualificação de praças e parques para aproximar criança e natureza”, explica a diretora de Urbanismo, Sylvia Angelini.

Gestão do Bem-Estar Animal (GBEA) do Departamento de Bem-Estar Animal, ligado À UGPUMA, ficou na 24ª posição. “O projeto está em implantação e visa auxiliar na promoção do manejo populacional de cães e gatos, com vistas a reduzir o excedente populacional desses animais”, conta a diretora do DEBEA, Daniela Araújo Passos.

O projeto SUS C.O.M VC, da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) ficou em 38º lugar. “O Centro de Orientação e Mediação SUS C.O.M. VC tem como objetivo a implementação de política pública voltada a garantir a orientação dos munícipes de Jundiaí em relação às ofertas de ações e serviços de saúde do SUS municipal e Estadual, bem como, promover práticas de mediação sanitária, com vistas à reinserção dos usuários no sistema e, consequentemente, reduzir os índices de Judicialização da Saúde no município”, afirma a gestora adjunta da UGPS, Dayane Martins.

Foram avaliadas 53 propostas pelo Prêmio Evidência, que é uma premiação de iniciativa do Centro de Aprendizagem em Avaliação e Resultados para o Brasil e a África Lusófona (FGV EESP Clear), do Instituto Mobilidade e Desenvolvimento Social (IMDS) e da Escola Nacional de Administração Pública (Enap) para reconhecer e promover a interação entre ciência e política pública.

%d blogueiros gostam disto: