Criança relato abuso e suspeito é preso em operação em Vinhedo

Aluno da Rede Municipal de Educação de Vinhedo procurou a diretoria da escola nesta segunda-feira (20) para relatar abusos sofridos em casa. As secretarias de Educação, Assistência Social e Cidadania e o Conselho Tutelar se mobilizaram em uma força-tarefa e acionaram a Polícia Civil para investigar a acusação. A Polícia Civil prendeu em flagrante, no final da tarde terça-feira (21), no Jardim Miriam, um homem de 43 anos acusado de estupro de vulneráveis. O suspeito é padrasto de três crianças com idade entre 12 e 14 anos.

Com um mandado de busca e apreensão, a equipe do Setor de Investigações Gerais (SIG) da Delegacia de Polícia de Vinhedo se deslocou até a residência do acusado, que tentou fugir pelos fundos, mas acabou sendo contido. Ao verificar o celular pessoal do suspeito, descobriram que havia imagens de abuso sexual com pelo menos uma das enteadas. Ele foi autuado em flagrante por crime de estupro de vulnerável.

As crianças foram direcionadas para o atendimento da Assistência Social e do Conselho Tutelar. Em depoimento, as vítimas afirmaram que os abusos vinham acontecendo desde que tinham 7 anos e que o acusado as ameaçava, inclusive de morte, caso elas revelassem a alguém. As crianças alegaram que a mãe tem problemas psicológicos e temiam agravar ainda mais o caso de violência se levassem os abusos ao conhecimento dela.

Todo o trabalho teve empenho múltiplo entre a Polícia, Ministério Público, Poder Judiciário, secretarias de Educação, Assistência Social e o Conselho Tutelar, que agiram rápido, resultando na prisão em flagrante do acusado.

Importância da informação
A escola tem papel fundamental na prevenção e na descoberta de situações de abuso. “É muito importante orientar crianças e adolescentes que algumas condutas dos adultos não devem ser aceitas e que configuram abuso. Muitas vezes as vítimas demoram a entender o que está acontecendo e têm receio de relatar a algum familiar, encontrando no ambiente escolar um local seguro, onde as Equipes Gestoras estão prontas para escutar, acolher e imediatamente buscar ajuda junto aos órgãos competentes”, destacou a secretária de Educação Rogéria Nicoletti.

A Secretaria de Assistência tem o caráter protetivo para garantir agilidade às ações efetivas de proteção, realizando o trabalho com as demais políticas de garantia de direitos. “É preciso lembrar que estamos vivendo o pós-pandemia e podemos ter demandas reprimidas que agora serão identificadas. Portanto, todos que fazem parte do sistema de garantias têm de estar ainda mais sensíveis a essas questões”, afirmou a secretária de Assistência Social e Cidadania, Cristina Mazon.

%d blogueiros gostam disto: