Com cases locais, Sicredi Fronteiras apresenta balanço do 1º semestre

Na última sexta-feira (15), a Sicredi Fronteiras recebeu o presidente da cooperativa, José César Wunsch, acompanhado do diretor executivo, Fabio Junior Câmera, para uma reunião com os colaboradores na agência da Rangel Pestana, em Jundiaí. Durante o encontro, a equipe teve a oportunidade de revisar o planejamento estratégico da cooperativa, ter conhecimento do balanço do primeiro semestre deste ano e ainda discutir sobre cases de cooperados locais (Veja no final da matéria o vídeo de um dos cases).

“Temos esse compromisso de estar sempre próximos dos nossos associados e também da nossa equipe. Esse contato nos permite manter a identidade, no modelo cooperativo de crédito, com foco centralizado nas pessoas”, explicou o presidente da Sicredi Fronteiras, que durante o encontro acompanhou a exposição de um vídeo com histórias de cooperados locais, onde mostram suas conquistas graças às oportunidades como associados.

“É uma satisfação poder visitar novamente a região de Jundiaí. Pudemos expor para nossos colaboradores algumas histórias de associados locais, que deram seus depoimentos de forma espontânea e, de certa forma, motivamos a equipe para que eles possam ver o sucesso dos cooperados cujos projetos e oportunidades pudemos acompanhar desde o início”, ressaltou.

O encontrou proporciona o contato direto com a equipe, onde é possível revisar todo o planejamento estratégico da cooperativa até 2030. “Esse contato com a equipe é para reafirmar isso. Precisamos evoluir em tecnologia, em criatividade, usarmos a inteligência artificial, deixando o processo burocrático, repetitivo e operacional para as máquinas, podendo assim fazer a equipe focar no relacionamento mais humanizado, dando mais atenção ao contato com o associado. Afinal, nossa gestão tem o princípio de evoluir e usar a tecnologia como aliada, mas mantendo a essência cooperativista com a centralidade em nossos associados”, afirmou Wunsch.

Câmera destacou que a Sicredi tem o compromisso de estar entre as melhores empresas para se trabalhar e essa proximidade com a equipe permite um ganho tanto para a cooperativa como para o colaborador. “Esse relacionamento engrandece a cooperativa. Temos o caso de uma colaboradora que está nesta agência (da Rangel) há 15 dias e ela pode apresentar ideias para melhorar nossa proposta de cooperativa, e que as vezes não conseguimos ver. Mas alguém vindo de fora pode nos dar uma sugestão, trazer uma proposta que atende e melhora nossa dinâmica, nosso relacionamento com os associados. Isso nos traz muita satisfação e damos essa oportunidade e reconhecimento para as equipes”, afirmou.

Balanço
Wunsch, que passou os últimos dias visitando agências da região, fez ainda um balanço do primeiro semestre de 2022, do Sistema Sicredi, cuja administração soma a marca de R$ 220 bilhões de ativos. “Fechamos o semestre com grandes conquistas e com encaminhamentos importantes tanto na questão econômica, social, ambiental e educacional. O Sistema Sicredi, possui hoje 2.200 agências em todo o país, 6 milhões de associados, 35 mil colaboradores, e uma carteira de crédito de R$ 36 milhões”.

O presidente destacou ainda o Plano Safra, o Sicredi é o segundo maior investidor do país. “Temos uma ativo de R$ 50,6 bilhões para atender o agronegócio, o que nos coloca em

destaque no setor e nos abre oportunidade para o custeio das lavouras que estão no circuito das frutas da região de Jundiaí, assim como outras regiões no estado de São Paulo e também no Paraná e em Santa Catarina”, conclui o presidente.

Com unidades em várias cidades da região de Jundiaí, o presidente acompanhou ainda a inauguração de uma nova agência em Bom Jesus dos Perdões, no último dia 14.

Atualmente, a Sicredi Fronteiras conta com 83 mil cooperados e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros com atendimento pessoal e digital. Sediada na cidade paranaense de Capanema, ela atende quase 60 municípios dos estados do Paraná, Santa Catarina e São Paulo, com agências na região localizadas em Jundiaí, Várzea Paulista, Itupeva, Campo Limpo Paulista, Cabreúva, Louveira, Vinhedo, Itatiba, Jarinu ou Cajamar.

Mais informações no site https://www.sicredi.com.br/coop/fronteiras/.

Números
A cooperativa encerrou 2021 com R$ 1,8 bilhão em operações de crédito, R$ 453 milhões em poupança, R$ 1,6 bilhões em recursos totais, R$ 688 milhões em depósito a prazo, R$ 280 milhões em patrimônio líquido e aumentou o quadro social em mais de 7 mil associados, comemorando um resultado histórico de R$ 54,8 milhões, crescimento de 47% superior ao ano anterior.

À vista disso, os cooperados que haviam recebido dia 1 de dezembro do ano passado, o valor referente aos juros sobre o Capital Social próprio de mais de R$ 2 milhões, em março deste ano receberam o valor de R$ 15,8 milhões depositados em suas poupanças, conforme a sua movimentação em 2021, resultando em R$ 18 milhões de retorno aos associados.

Mais sobre a Sicredi
A cooperativa de crédito é uma instituição financeira da comunidade, organizada de forma coletiva para atender as necessidades dos associados. Desta forma, as decisões são tomadas de forma democrática, e cada membro pode utilizar os serviços e operações oferecidas pela cooperativa.

Em uma cooperativa de crédito, cada associado é “dono”, e pode participar de forma ativa da gestão. Assim, ele faz um investimento financeiro na instituição, que administrará os recursos de forma a trazer resultados e benefícios para seus associados e para a comunidade onde está inserida.

Ao final de cada exercício (o ano fiscal da cooperativa), os associados são convidados a participar das assembleias. Nestes eventos, os membros podem estar ainda mais próximos da administração, e participam ativamente no futuro do empreendimento através de sua participação e voto sobre a destinação dos resultados.

Histórias reais
Um dos cases apresentados aos colaboradores conta a história da Bruna Tedesco Cortelini de Itatiba. Confira abaixo:

%d blogueiros gostam disto: